O melhor do Pilarzinho e o que tem para fazer

    O melhor do Pilarzinho em Curitiba e o que tem para fazer de cultura e lazer, educação e saúde, comércio e serviços, opinião dos moradores e muito mais!

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão9 meses atrás

    Localizado na região norte da cidade de Curitiba e pertencente à subprefeitura do Boa Vista, o bairro Pilarzinho é um dos mais extensos, populosos e turísticos da capital paranaense.

    É lar de pontos marcantes da cidade, como a Universidade Livre do Meio Ambiente e os Parques Tingui e Tanguá, que atraem moradores de várias localidades diferentes devido às suas belezas e opções de lazer ao ar livre.

    Além disso, apresente muitas opções de serviços e comércios para quem escolheu a área para morar. Conheça mais abaixo!

    Dados gerais

    De acordo com documento do Instituo de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), o bairro Pilarzinho é um dos maiores bairros de Curitiba, com 7,10km² de extensão, o que representa 1,63% da área total de Curitiba, que é de 436,67m².

    Possui cerca de 28.480 habitantes (o que também o torna um dos bairros mais populosos da capital), 9.833 domicílios e sua economia é gerida, principalmente, pelo setor de serviços (44,82%).

    A média de idade dos moradores do local é de 34 anos, o que indica o perfil mais tranquilo dos habitantes do bairro, composto, na sua maioria, por famílias.

    Para completar, comporta 2,14 milhões m² de áreas verdes (um dos maiores números da cidade), o que representa 29,99% de todo o espaço ocupado pelo bairro e 2,10% do total dos espaços ecológicos de Curitiba.

    O Pilarzinho faz divisa com os bairros Abranches, Bom Retiro, São João, São Lourenço, Taboão e Vista Alegre.

    História

    Segundo o IPPUC, a história do bairro Pilarzinho tem início por volta de 1782, no final do século XVIII, com a construção da Capela Nossa Senhora do Pilar (posteriormente reconstruída a partir de 1932).

    Em 1854, o Pilarzinho se tornou um dos 27 quarteirões de Curitiba e, na época, era lar de muitos imigrantes, especialmente alemães, que ocuparam chácaras e desenvolveram atividades como cultivo de cereais, criação de gado e plantação de hortaliças.

    Já em 1870, em uma sessão da Câmara Municipal, foi feito um projeto para a criação de uma colônia municipal no Pilarzinho que disponibilizaria mais áreas para colonos que por ali quisessem fundar estabelecimentos agrícolas.

    O que explica a chegada de novos moradores à região, como os imigrantes poloneses, que chegaram em 1871, ocupando terras cedidas pela municipalidade de Curitiba.

    Transporte

    O bairro Pilarzinho apresenta fácil acesso para quem mora nele ou quer apenas aproveitar suas atrações.

    Por isso, no quesito transporte, ele também apresenta opções interessantes para quem utiliza o transporte público ou transporte particular.

    Confira algumas das estações de ônibus mais próximas da região:

    – Rua Amauri Lange Silvério, 834-1255. Está a 569m de distância do bairro – 8min de caminhada

    – Rua Alexandre Von Humboldt, 728-772. Está a 696m de distância do bairro – 10min de caminhada

    Os ônibus mais fáceis para chegar até o bairro Pilarzinho são:

    020 INTERBAIRROS II
    – 170 BRACATINGA
    – 171 PRIMAVERA

    Para quem usa transporte particular, o bairro apresente algumas vias principais amplamente conhecidas em Curitiba, como a Avenida Desembargador Hugo Simas, a Rua Raposo Tavares e a Rua Amauri Lange Silvério.   

    Cultura e lazer

    Cultura e lazer são palavras de ordem no bairro Pilarzinho. Isso por que a localidade dispõe de ótimas opções.

    Três das principais são a Universidade Livre do Meio Ambiente e os parques Tanguá e Tingui.

    A primeira é responsável por diversos projetos socioambientais e abriga o Bosque Zaninelli, que apresenta 37mil m² de mata nativa.

    Além disso, a instituição tem uma arquitetura vistosa e original, que atraem muitos turistas e apreciadores.

    Já os parques são pontos emblemáticos da cidade.

    O Parque Tanguá, inaugurado em 1996, ocupa uma área de 235mil m², possui dois lagos, um túnel artificial, ancoradouro, ciclovia e pista de corrida.

    O Parque Tingui (que também faz parte do bairro São João), por outro lado, foi fundado em 1994, possui 380mil m², lagos, pontes de madeira, parque infantil e ciclovia.

    Gastronomia e vida noturna

    Na área de gastronomia, o bairro é contemplado com opções variadas, que se encaixam na maioria dos paladares.

    Pratos mais simples e lanches podem ser encontrados em locais como o Mundo Mágico da Pizza, o Buffet Dom Wojtyla e a Hamburgueria Rústica, por exemplo.

    Todavia, também há opções mais sofisticadas, como o Cenacolo Restaurante e Eventos (culinária mediterrânea), o Ristorante Mangiatto Bene (culinária italiana) e o Oka (culinária oriental).

    No quesito vida noturna, não há opções no bairro.

    O que condiz com o teor mais ecológico do Pilarzinho e o público mais velho e familiar que habita a região.

    Entretanto, há muitos barzinhos espalhados pelo bairro para quem deseja bons petiscos e drinks.

    Os locais mais conhecidos são o Bar do Pachá, o Queen’s Snooker Burger Bar e o Rancho Talismã.

    Educação e saúde

    Quando o assunto é saúde, o bairro Pilarzinho apresenta algumas opções. Destacam-se a Unidade de Saúde Pilarzinho, que fica na Rua Amaury Lange Silvério, e a Clínica de Otorrinolaringologia Dr. Camargo, que está na Rua Dom Oscar Romero.

    Também há alternativas nos bairros vizinhos, como o Hospital do Coração (Bom Retiro) e a Unidade de Saúde Abranches (Abranches).

    Na parte de educação, o bairro se mostra mais versátil, com opções para crianças, jovens e adultos.

    Algumas das instituições educacionais presentes no local são o Kumon, Ateliê da Beleza (cursos de beleza e estética), Caissa (ensino cultural e artístico), CEI Construindo o Futuro (infantil) e Escola Prof. Herley Mehl (ensino médio).

    Comércio e serviços

    Por abrigar um número alto de residências e habitantes, o bairro Pilarzinho possui uma economia muito ativa por meio, principalmente, da indústria (14,76%), do comércio (39,69%) e do setor de serviços (44,82%). Também dispõe de pontos essenciais para o dia a dia, como mercados, mercearias e postos de combustíveis, por exemplo.

    O Pilarzinho, em suma, se encaixa no perfil de quem procura sossego e diferentes opções de lazer, especialmente as relacionadas à natureza.

    É ideal para famílias e casais que buscam tranquilidade e boa localização.

    Porém, devido a todas essas vantagens, os preços para moradias no Pilarzinho podem variar um pouco.

    Pesquise com bastante antecedência antes de realizar a sua escolha.

    O Chaves na Mão possui diversas opções de casas e apartamentos para alugar ou vender no bairro.

    Confira!

    Relacionadas

    Encontre o imóvel ideal para comprar ou alugar com várias ofertas.