Como aproveitar a linha de turismo em Curitiba

    A linha de turismo em Curitiba é um ônibus especial, double deck ou jardineira, que possibilita a visita em praticamente todos os pontos turísticos da cidade.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Linha de turismo em Curitiba

    Turisticamente falando, em Curitiba, os bairros não possuem identidade própria, exceto Santa Felicidade, por isso, é difícil fazer um roteiro bairro a bairro, a fim de explorar cada região da cidade, como é possível fazer em São Paulo, por exemplo.

    Portanto, quando estiver na cidade, o seu itinerário turístico será parque a parque, e eles estão longe, não apenas do centro da cidade, mas também um do outro.

    Mas não se preocupe, porque é para isso que existe a linha de ônibus turístico, muito útil e vantajosa, também para turistas que vem passar pouco tempo na cidade, como um final de semana, uma realidade da capital.

    A Linha Turismo Curitiba é um ônibus especial, conhecido como double deck ou jardineira, que possibilita a visita turística em praticamente todos os pontos turísticos da cidade.

    O ônibus, que passa de 30 em 30 minutos, percorre cerca de 45 quilômetros em duas horas e meia – tempo corrido, sem considerar descidas.

    Ao embarcar no ônibus você compra uma cartela com cinco tíquetes e, com eles, tem direito a um embarque e quatro reembarques.

    Um serviço de som a bordo explica sobre as atrações em português, espanhol e inglês, e você também ganha um mapa explicativo com o roteiro que o ônibus faz pela cidade.

    Caso não consiga usar todos os seus tíquetes em um único dia poderá usá-los no dia seguinte ou em outra oportunidade,  também, pois eles não possuem prazo de validade.

    São 25 pontos de parada ao todo: Praça Tiradentes, Rua da Flores, Rua 24 Horas, Museu Ferroviário, Teatro Paiol, Jardim Botânico, Estação Rodoferroviária/Mercado Municipal, Teatro Guaíra/Universidade Federal do Paraná, Paço da Liberdade, Passeio Público/Memorial Árabe, Centro Cívico, Museu Oscar Niemeyer, Bosque do Papa, Bosque Alemão, Universidade Livre do Meio Ambiente, Parque São Lourenço, Ópera de Arame, Parque Tanguá, Parque Tingui, Memorial Ucraniano, Portal Italiano, Santa Felicidade, Parque Barigui, Torre PanorâmicaSetor Histórico.

    E foi pensando nas possibilidades de passeio que o ônibus de turismo de Curitiba oferece, nós, do Portal Chaves na Mão, trouxemos algumas dicas que te ajudarão.

    Comece iniciando o passeio pela manhã. Isso porque, se você optar por fazê-lo à tarde, provavelmente não vai conseguir usar todos os tíquetes, já que os últimos ônibus passam nos pontos por volta das 19h/19h30.

    Também evite usar o serviço em sábados/domingos de férias e verão, pois com certeza haverá tumulto.

    Caso você não possa fazer o passeio com a Linha Turismo durante a semana, escolha uns dois lugares para visitar e vá de transporte público, que também é bem eficiente na cidade.

    Um dos erros mais comuns que os turistas cometem é descer no Museu Oscar Niemeyer.

    Não que conhecer o MON seja dispensável, mas sim que esse é uma visita que deve durar, no mínimo, umas duas horas.

    Tire uma manhã ou uma tarde para o museu que, aliás, tem fácil acesso com transporte público, não sendo necessário gastar um tíquete aqui.

    Todo mundo quer visitar o Jardim Botânico, cartão postal de Curitiba.

    Acontece é que a maioria dos turistas embarca no ônibus na Praça Tiradentes, perdendo o tíquete de embarque, sendo que e o primeiro ponto de interesse é justamente o Jardim Botânico.

    Por isso, vá com o transporte público até o Passeio, e daí comece a gastar os seus tíquetes nos demais pontos da Linha Turismo.

    E, em seguida vem a grande questão: quais parques/atrações escolher para descer?

    Sugerimos os atrativos mais distantes e com acesso mais demorado através do transporte público da própria cidade.

    A partir  de então, busque se informar sobre cada um deles e veja qual te desperta maior interesse, com base em seus gostos.

    Lugares que rendem boas fotos e proporcionam um passeio agradável, repletos de cultura, arquitetura e histórias para contar são uma boa aposta.

    Nossas sugestões são:

    Memorial Ucraniano de Curitiba

    Parte do complexo do Parque Tingui, o memorial é uma das melhores atrações da cidade para tirar boas fotos.

    Toda a estrutura da construção é feita de madeira encaixada, ao melhor estilo ucraniano, e o local tem, ainda, uma réplica da Igreja de São Miguel Arcanjo.

    Parque Tanguá

    Considerado um dos mais lindos parques de Curitiba, o Parque Tanguá foi construído sobre uma pedreira desativada e tem lindos jardins e cascatas. Estar nele durante o pôr do Sol vale todo o passeio.

    Bosque Alemão

    O Bosque Alemão é de Mata Atlântica preservada e é excelente para quem está com crianças. Possui a trilha João e Maria e a Casa Encantada, com uma biblioteca infantil e a Hora do Conto, representada por bruxas e fadas aos sábados e domingos.

    Ópera de Arame

    A antiga cratera de uma pedreira desativada deu espaço a um inusitado centro cultural, feito em tubos de aço e teto transparente, e considerado o teatro mais original de Curitiba.

    A Linha Turismo de Curitiba funciona de terças-feiras à domingos, das 9h às 17h30, a cada 30 minutos. Durante as férias também opera às segundas-feiras, e custa R$35 – crianças até cinco anos não pagam.

    Então, aproveite a visita ao nosso blog e conheça os 7 melhores parques para passear com a família em Curitiba.