O melhor do Mercês e o que tem para fazer

    O melhor do Mercês em Curitiba e o que tem para fazer de cultura e lazer, educação e saúde, comércio e serviços, opinião dos moradores e muito mais!

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 meses atrás

    Por apresentar uma região extensa, a cidade de Curitiba oferece diversas opções de bairros para se morar.

    Porém, se você procura por um que, além de bem localizado, comporte ótimas opções gastronômicas, noturnas e de lazer, uma de nossas melhores recomendações é o bairro Mercês.

    Contemplando charme e história ao mesmo tempo, a região é uma das mais disputadas e privilegiadas da capital paranaense por suas boas opções de residências e comércio.

    Dados gerais

    De acordo com documento do Instituo de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), o bairro Mercês apresenta 3,59km² de extensão, o que representa 0,83% da área total de Curitiba.

    Possui cerca de 13mil habitantes, 5.407 domicílios e sua economia é gerida, principalmente, pelo setor de serviços (53,81%).

    Para completar, comporta 957,42mil m² de áreas verdes, o que representa 29,23% de todo o espaço ocupado pelo bairro.

    O Mercês pertence à regional da Matriz e faz divisa com os bairros Bigorrilho, Bom Retiro, Cascatinha, Centro, São Francisco e Vista Alegre.    

    História

    Segundo documentos da Paróquia de Curitiba e requerimentos das atas das sessões da Câmara, o bairro, antigamente, era conhecido como Quarteirão de Nossa Senhora das Mercês.

    No início, era uma região amplamente habitada por imigrantes. As primeiras levas migratórias aconteceram por volta de 1830, quando chegaram os alemães (1836 – 1840), que formaram chácaras com lavouras e deram vida a profissionais artesãos, como ferreiros e carpinteiros.

    Mais tarde, em 1871, foi a vez dos poloneses chegarem ao local, desenvolvendo atividades relacionadas à agricultura.

    O que deu base para a chegada dos italianos, no início do século XX, que contribuíram ainda mais com as práticas, mas que também mudaram um pouco o panorama do lugar, com a abertura de estabelecimentos comerciais.

    Por fim, em 1921, se estabeleceram também por ali os frades capuchinhos, responsáveis pela integração comunitária dos diferentes grupos étnicos por meio da evangelização.

    O bairro teve seu nome alterado para “Mercês” (do latim, “graça” ou “proteção”) pelos seus próprios moradores, que realizavam procissões em homenagem à Nossa Senhora das Mercês.   

    Transporte

    Por ser um bairro próximo á região central de Curitiba, o bairro Mercês apresenta fácil acesso tanto via transporte particular como via transporte público.

    Para esta segunda opção, o local conta com alimentação de linhas tradicionais, como “ligeirinhos” e “interbairros”.

    Eis algumas linhas que param próximo ao Mercês:

    – 010 Interbairros 1
    – 150 C. Música / V. Alegre
    – 304 Pinhais / Campo Comprido
    – 901 Sta. Felicidade

    Cultura e lazer

    A paróquia Nossa Senhora das Mercês, concluída em 1929, é um dos pontos mais emblemáticos da cidade, com milhares de visitas todos os anos.

    No começo do ano, inclusive, os frades capuchinhos se reúnem em frente ao local para benzer os carros de quem passa pela rua.

    Uma das práticas mais tradicionais e conhecidas da capital paranaense.

    Porém, a região oferece muito mais quando o assunto é cultura e lazer.

    Que tal, por exemplo, ter uma vista linda de 360º da cidade de Curitiba? É só comparecer à Torre Panorâmica.

    Prefere esportes?

    Conheça a Praça 29 de março, lar de diversas quadras e espaços verdes para famílias e amigos passarem ótimos momentos.

    Além disso, o bairro também abriga pontos como o Canal da Música, a RPC – Globo de Curitiba (maior grupo de comunicação do estado do Paraná) e a Casa Cristiano Osternack, considerada um dos mais importantes patrimônios históricos do Paraná.  

    Gastronomia e vida noturna

    Na área de gastronomia, o bairro também é contemplado com opções variadas para paladares distintos.

    No local, é possível encontrar desde redes de fast food, como o McDonalds, até restaurantes mais requintados, rodízios e pontos com gastronomia internacional, que abrangem, principalmente, as cozinhas italiana e alemã.

    Lanchonetes de rua também cercam o local, como o Josias Hot Dog, um dos pontos de cachorro quente mais conhecidos da cidade.

    Confeitarias como Bomfati e Pastel de Belém também são ótimas pedidas para quem não abre mão de um cafezinho acompanhado de bolos, doces e salgados.

    Já quando o tópico é vida noturna, a mesma variedade se estende.

    Baladas e barzinhos povoam algumas partes do bairro, que abriga tanto programas mais alternativos quanto mais tradicionais.

    Para ser mais específico, se você procura por festas agitadas para passar a noite dançando, há opções, como o V.U. Bar, que toca indie rock, pop e funk, por exemplo.

    Por outro lado, se você busca locais para conversar, comer e beber de forma tranquila na companhia de amigos, também irá encontrar.

    O Carocha Bar e Restaurante e o Bar e Petiscaria do Vitinho são bons exemplares.

    Educação e saúde

    O Mercês também é cercado de hospitais e centros de saúde, caso necessário.

    O maior e mais conhecido hospital do local é Hospital Nossa Senhora da Graças, que atende diferentes áreas da saúde.

    O Centro de Diabetes de Curitiba também fica na região.

    Escolas também fazem parte do catálogo da localidade, que apresenta muitas instituições de ensino voltadas para o ensino infantil, como a Escola Vicentina Nossa Senhora das Mercês e a Escola Infantil Educare.

    Porém, também possui escolas estaduais, como a Escola Estadual São Francisco de Assis, e alternativas, como de inglês (Wizard) e gastronomia (La Mia Cucina).

    Ou seja, ensino completo tanto para crianças quanto para jovens e adultos.

    Comércio e serviços

    Por abrigar um bom número de residência e habitantes, o bairro Mercês possui uma economia muito ativa por meio, principalmente, da indústria (10,98%), do comércio (34,24%) e do setor de serviços (53,81%).

    São diversos pontos essenciais para o dia a dia, como mercados e postos de combustíveis, por exemplo, espalhados por toda a extensão do bairro.

    E, por ser um bairro relativamente pequeno, apresenta vantagem de não oferecer grandes trajetos entre um estabelecimento e outro.

    Ou seja, é possível realizar suas atividades sem grandes desgastes ou gastos.

    Em suma, o bairro é perfeito para quem procura comodidade, boa localização e diferentes opções de serviços e lazer.

    Sua diversidade proporciona vidas confortáveis e interessantes tanto para famílias quanto para solteiros.

    Porém, devido a todas essas vantagens, os preços para moradias no Mercês podem variar um pouco.

    Pesquise com bastante antecedência antes de realizar a sua escolha.

    O Chaves na Mão possui diversas opções de imóveis para alugar ou vender no bairro. Confira!

    Relacionadas

    Encontre o imóvel ideal para comprar ou alugar com várias ofertas.