Cientistas descobrem estrutura de concreto eterno

    Uma equipe de cientistas, conseguiu determinar a composição do concreto romano de construções que duram por mais de 2000 anos.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão6 anos atrás

    Estrutura de concreto eterno

    Uma equipe de cientistas, liderada pelo brasileiro Paulo Monteiro, engenheiro civil graduado na Universidade de São Paulo e Ph.D. em U.C. Berkeley (EUA), conseguiu determinar a composição do concreto romano de construções que duram por mais de 2000 anos.

    O concreto é extremamente importante para a construção civil dos dias atuais.

    Há mais de 200 anos usamos o cimento Portland (um ingrediente do concreto), como base da arquitetura moderna, mas ele simplesmente não se compara ao material dos antigos romanos, principalmente quando o assunto é resistência.

    Portos marítimos construídos por esse concreto ainda estão de pé há milhares de anos.

    Nessas circunstâncias, por conta da água salgada, não duraria 50 anos com o concreto usado nos dias de hoje.

    Após 2 anos de pesquisa em laboratórios nos EUA e Europa, cientistas descobriram a mistura específica de cal e rocha vulcânica para criar o concreto romano mais robusto. Os detalhes foram publicados nos periódicos Journal of the American Ceramic Society e American Mineralogist.

    De acordo com os pesquisadores “os romanos faziam concreto ao misturar cal e rocha vulcânica.

    Para estruturas subaquáticas, cal e cinzas vulcânicas eram misturadas para formar argamassa, e esta argamassa com tufo vulcânico [tipo de rocha] era moldada em forma de madeira.

    A água do mar provocava imediatamente uma reação química quente. A cal era hidratada – incorporando moléculas de água na sua estrutura – e reagia com as cinzas para cimentar toda a mistura”.

    O mais interessante é: este concreto é pouco poluente. Enquanto o cimento Portland representa cerca de 7% de CO2 liberados pelas industrias, o concreto romano seria insignificante.

    Gostou do artigo? Continue com a gente e confira nosso blog do mercado imobiliário.