Não consigo mais pagar as parcelas do imóvel. O que eu faço?

    Muitos compradores de imóveis encontram-se com a dificuldade em pagar as parcelas do financiamento. Se você está nessa situação, confira aqui o que fazer.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Graças ao atual cenário econômico do Brasil, muitos compradores de imóveis encontram-se endividados, alguns até desempregados, e desesperados com a dificuldade em pagar as parcelas do financiamento. Se você também está nessa situação, confira abaixo o que fazer.

    Para a maioria dos brasileiros, o sonho de comprar um imóvel próprio só é possível graças ao financiamento imobiliário, que possibilita que o valor do imóvel seja pago em inúmeras prestações ao longo dos anos. Hoje, a média de tempo que a população leva para quitar o valor total de um financiamento imobiliário gira em torno de vinte a quarenta anos.

    Porém, com as constantes mudanças do cenário econômico do Brasil, muitas pessoas não estão mais conseguindo arcar com suas dívidas, principalmente as de valor mais alto, como parcelas de financiamento de imóveis, por exemplo.

    E, nesse momento, a grande dúvida que surge em meio à situação de inadimplência é: o que fazer? Afinal, caso o consumidor permaneça em débito, pode gerar multas sob o valor financiado, além de ter seu nome negativado e correr o risco de perder o imóvel. Portanto, a melhor solução é ir logo atrás da construtora, afim de tentar negociar os valores devidos. E, caso seja realmente impossível dar continuidade ao pagamento das parcelas, é um direito seu desfazer o negócio.

    O chamado “distrato” é um direito do comprador de imóveis, sumulado no Tribunal de Justiça de São Paulo, e, segundo decisões já discutidas na Justiça, é obrigação da construtora devolver o que o cliente já pagou, podendo reter, no máximo, 15% dos valores pagos até então. E é muito importante que você saiba disso, pois as construtoras, infelizmente, apostam do desespero do consumidor e dizem que vão reter todo o valor pago, inclusive, cobrando multa pelo distrato.

    Caso a construtora com a qual você fechou contrato dificultar a negociação, lembre-se de não assinar nenhum documento proposto pela mesma e busque ajuda de um profissional, que ficará responsável por notificar a empresa sobre o distrato, o que impede a mora e, só a partir de então, discutir um valor justo a ser reembolsado.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de imóveis à venda.