Morar em condomínios garante segurança e tranquilidade para pais

    Por conta da estrutura e segurança para as crianças, muitas famílias optam por morar em condomínios. Mas, ainda assim, é preciso tomar alguns cuidados.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Nos centros das grandes cidades, como Curitiba, é comum encontrar muitas famílias com crianças e adolescentes, mais cuidadosas na hora de escolher um novo lar.

    Hoje, além de buscar pelas melhores ofertas de imóveis e pelas melhores regiões para morar, os pais estão mais exigentes quanto à estrutura e gama de serviços oferecidos pelos condomínios.

    E este é um dos principais motivos de o brasileiro estar priorizando cada vez mais a segurança, tranquilidade, liberdade e lazer na hora de escolher uma nova residência para si e para sua família.

    E a preocupação vai além do “morar bem”: a ideia é ter uma casa que seja um verdadeiro “porto seguro”, livre de violência, acidentes e acontecimentos desagradáveis do dia a dia. Então, a escolha sempre acaba sendo: morar em condomínios.

    Por isso, nos últimos anos no Brasil, houve um crescimento exponencial do número de condomínios verticais e horizontais nas grandes cidades, todos visando proporcionar conforto, beleza e qualidade de vida aos condôminos.

    Tais residenciais também evoluíram – e permanecem evoluindo – quanto à estrutura, e ainda contam com amplos espaços para áreas de lazer, e até mesmo bosques, facilidades de locomoção interna, além de grandes aparatos de segurança e controle de acesso, tudo restrito por meio de portarias profissionalizadas – e esse é outro motivo pelo qual os pais sentem-se mais seguros em relação aos seus filhos ao optarem pelos condomínios.

    O fato de poder contar com uma portaria que controla a entrada e saída de pessoas e carros, circuitos de câmeras e, em alguns casos, profissionais que trabalham como segurança, representa maior garantia de tranquilidade e menos riscos à si e aos seus filhos.

    Por esse motivo que as famílias tem migrado de casas em ruas de grandes bairros e centros das cidades, para morar em condomínios, principalmente se já vivenciaram alguma situação desagradável, decorrente da crescente violência urbana.

    Brincadeira de criança

    Outro motivo que leva os pais a morar em condomínios é a preocupação com o bem-estar de suas crianças que, como quaisquer outras, precisam de um bom espaço para brincar.

    De fato, em qualquer lugar, filhos precisam de cuidados especiais para evitar acidentes, doenças, entre outros imprevistos. Por isso, mesmo em condomínios, alguns cuidados e regras são necessários para que os pequenos estejam sempre seguros.

    A área de lazer – um dos locais preferidos das crianças, que passam horas brincando nos playgrounds – precisa ser constantemente cuidada e higienizada para não se tornar um agente transmissor de doenças, vírus e bactérias, ou se tornar o local perfeito para crianças se machucarem.

    E isso se aplica à todas as áreas comuns do condomínio, não apenas as de lazer, onde as crianças estarão, pois limpeza é fundamental para a saúde, tanto das crianças quanto dos adultos.

    Ou seja, mesmo morando em condomínios, é necessária a atenção com a garotada e os pais devem se lembrar que crianças de até 10 anos não devem ficar muito tempo distantes ou andar sozinhas, pois podem sofrer acidentes em qualquer lugar como na escada, no elevador, na parte elétrica, entre outros locais.

    É fundamental também que crianças de até 5 anos estejam constantemente acompanhadas de um adulto nas brincadeiras do playground e, na área da piscina, independentemente da idade.

    E você, também reconhece a segurança de morar em condomínio, principalmente para seus filhos?

    Confira em nosso site as ofertas de casas em condomínio à venda.