Como identificar o momento certo para fazer a troca de óleo da moto?

    Saber o momento da troca de óleo da moto deve ser tratado com seriedade, pois, se ela não for feita no período certo, pode trazer consequências para o motor.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 meses atrás

    Todo motociclista já deve ter ouvido diferentes tipos de resposta para a pergunta: “quando fazer a troca de óleo da moto?”.

    Independentemente das respostas, esse é um assunto que deve ser tratado com seriedade, pois, se ela não for feita no período certo, pode trazer consequências ruins para o motor.

    Por isso, hoje vamos responder a essa pergunta intrigante, além de passar informações essenciais, como os riscos que o baixo nível de óleo provoca ao motor e como conferir esse nível.

    Saiba qual o melhor momento para fazer a troca de óleo

    Quando o assunto é moto, o item que precisa de maior atenção é o óleo. Ele tem a função de lubrificar as peças que estão dentro do motor e, dependendo do modelo, pode incluir outros componentes, como a caixa de marcha e a embreagem.

    Além disso, ele é responsável por não deixar que a temperatura se eleve a ponto de danificar alguma peça.

    A questão é que existem muitos mitos por trás da troca de óleo. Uns dizem que é preciso trocar a cada 1.000 km rodados, outros dizem isso deve ser feito todo mês. No final, em quem acreditar?

    O recomendado é que se olhe sempre o manual do proprietário, que veio com a moto. Lá estão todas as informações necessárias, desde o tipo de óleo ideal, até o intervalo de tempo até que ele deve ser trocado.

    Isso porque cada moto tem suas características e exige cuidados diferentes. Por exemplo, essa informação de que é preciso trocar a cada 1.000 km vem dos anos 80, quando os óleos não tinham a tecnologia de hoje e se desgastavam muito rapidamente.

    Em relação à troca de óleo de cada moto, a YBR 125 Factor da Yamaha, por exemplo, pede que a troca aconteça a cada 3.000 km, exceto na primeira, que deve ser feita com 1.000 km.

    A CG 150 da Honda também tem um período de troca grande, de 4000 km, mas a primeira também deve ser realizada com 1.000 km.

    Isso nos mostra que cada moto vai ter um intervalo diferente de troca. E se você está se perguntando por que a primeira precisa acontecer com 1.000 km, veja a resposta a seguir.

    Como o óleo se comporta no motor?

    Quando a moto é nova, o motor tende a gastar mais óleo, para lubrificar bem as peças, que estão muito mais justas e, por isso, sofrem mais com o atrito. É por essa razão que a primeira troca é recomendada pelos fabricantes quando a moto atingir 1.000 km rodados.

    Já quando o motor fica mais velho, ele também acaba gastando mais óleo, só que, nesse caso, porque há mais folga entre as peças e o óleo começa a queimar. Essa queima é responsável pela fumaça que sai pelo cano da descarga.

    Qual a diferença entre óleo mineral e sintético?

    Se você for comprar óleo do motor para fazer a troca, vai se deparar com dois tipos de óleo: sintético e mineral. O óleo mineral é feito a partir do petróleo, já o sintético é desenvolvido em laboratório. Cada um deles tem suas características e propriedades específicas.

    A principal diferença entre os dois, além da citada, está relacionada à estabilidade da viscosidade, pois o óleo sintético, por ser feito em laboratório, consegue manter por mais tempo sua estabilidade. Mas, se está com dúvida em qual usar, olhe o manual da moto.

    Um detalhe importante a ser comentado é que não deve ser utilizado óleo de carro na moto, pois ele tem características e finalidades diferentes. Então, use apenas óleo para moto.

    Descubra os problemas causados pelo descuido com a troca de óleo da moto

    O descuido com a troca de óleo pode levar a duas situações: faltar óleo no motor ou ele ficar muito velho e perder suas propriedades. Independentemente de qual for a situação, uma coisa é certa: o motor vai sofrer danos — e saiba que consertar um motor é bem mais caro do que comprar uns litros de óleo.

    Os danos podem ser desde o aquecimento acima do normal até a quebra de alguma peça por conta do atrito excessivo. Por isso, é preciso saber que, além de ter que trocar o óleo conforme a quilometragem, ele geralmente tem validade de 6 meses.

    Então, quem não costuma usar muito a moto deve calcular que o óleo deve ser renovado a cada 6 meses, sem importar a quilometragem. E para quem acabou de comprar uma moto usada, também é interessante renovar o óleo.

    Acompanhe o nível e a qualidade do óleo da sua moto

    É importante que haja o acompanhamento do nível e da qualidade do óleo. Para isso há dois modos, dependendo do modelo da moto: olhar pela transparência do lado do motor ou pela vareta do óleo.

    Para realizar essa tarefa, é preciso que a moto esteja na horizontal (utilize o cavalete central, se houver). De preferência, faça isso na primeira hora da manhã, já que o óleo vai estar no carter em seu volume total. Então, ligue a moto por um minuto, para que o óleo circule, e desligue.

    Agora, caso haja a transparência do lado do motor, verifique se o óleo está entre as duas linhas de medição.

    Se estiver abaixo, complete com mais óleo do mesmo tipo e marca — se usar um diferente, o que estava no motor pode perder as propriedades. Se estiver no meio, a quantidade de óleo está certa.

    E cuidado para não colocar acima da quantidade indicada, pois isso também prejudica o motor.

    Para quem não tem um motor com a transparência, é necessário olhar o nível pela vareta. Para isso, tire-a e limpe-a com uma flanela. Coloque-a novamente no lugar, mas sem rosqueá-la.

    Retire e verifique onde está a marca de óleo. Ela também tem dois traços para indicar o nível, e a marca deve ficar entre eles.

    Outra questão a ser analisada é a cor. Quando um óleo é novo, é bem claro. À medida que escurece, ele está perdendo suas propriedades ou queimando dentro do motor.

    Nessa situação, troque o óleo. Na dúvida, olhe o manual da moto e siga suas indicações à risca.Agora que você já sabe tudo sobre a troca de óleo da moto, é hora de começar a prestar mais atenção a esse detalhe.

    Cuide bem dela e, caso esteja à procura de uma, mesmo que usada, confira os modelos que temos disponíveis em nosso site!

    Confira as melhores ofertas de carros e motos, novos e usados!