Como vender sua moto com 7 dicas incríveis!

    Os motivos que levaram você a decidir pela venda podem ser muitos. Independente do caso, você precisa saber quais fatores merecem maior atenção na hora de vender.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão9 meses atrás

    Para sorte da maior parte dos proprietários de veículos, o Brasil possui um mercado de usados aquecido e com muitas possibilidades para quem deseja vender seu carro ou moto.

    Se você decidiu que chegou a hora de fazer um novo negócio mas ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo. Neste post, vamos mostrar como vender sua moto com 7 dicas incríveis!

    Os motivos que levaram você a decidir pela venda podem ser muitos.

    Talvez a crise tenha se apresentado com mais força e você precise do dinheiro para outra coisa, ou ainda seu estilo tenha mudado, ou quem sabe até seja simplesmente a hora de fazer um upgrade.

    Não importa. Para qualquer um dos casos, você vai precisar saber quais fatores merecem uma atenção especial na hora de planejar essa venda. Confira quais são eles!

    1. Defina uma estratégia de vendas

    Existem diversos caminhos a seguir para vender sua moto usada. É por isso que o primeiro passo nessa jornada é definir qual será a estratégia de vendas que você vai usar.

    Isso inclui o prazo no qual você deseja negociar o veículo, sua disponibilidade para negociar, o valor que deseja tirar com ela e, claro, o canal de vendas que você vai usar.

    Neste último ponto, especificamente, os sites de compra e venda costumam ser a melhor opção, pois reúnem uma quantidade grande de pessoas buscando diariamente por alternativas aos veículos novos.

    Depois de ter o anúncio publicado, sua divulgação nas redes sociais aumenta muito o alcance do anúncio e pode fazer com que ele atinja pessoas que você não conhecia.

    2. Cuide da aparência das fotos

    Foto: Sid Mosca

    Independentemente do ano e do tempo de uso, motos que chamam atenção em sites de vendas são aquelas bem cuidadas, com os detalhes visuais em bom estado e o máximo possível de peças originais.

    Mesmo que detalhes esportivos e de estilo possam ser atraentes, em geral o ideal é anunciar a moto no formato mais próximo do original.

    Se a sua opção foi colocar um anúncio na internet, é importante também ter cuidado com as fotos. Afinal de contas, são elas que vão ajudar a chamar a atenção dos potenciais compradores.

    Para isso, escolha um ambiente bem iluminado e tire fotos variadas para mostrar toda a amplitude da moto.

    Isso inclui fotos em close para mostrar os detalhes, assim como imagens mais abertas que deem uma perspectiva mais ampla. Lembre-se: a primeira impressão é a que fica.

    3. Fique atento a todos os detalhes do anúncio

    Apesar de as fotos serem fundamentais para o sucesso de um anúncio online de venda de uma moto, não é só delas que depende o sucesso da divulgação.

    O texto que acompanha as fotos também é essencial, pois é por meio dele que todas as informações da moto serão passadas.

    Para nortear seu raciocínio sobre o texto do anúncio, pense o seguinte: quais informações você gostaria de ver caso estivesse buscando uma moto do mesmo tipo? Portanto, fuja de textos genéricos, procure reunir todas as informações relevantes sobre a moto e que gerem interesse no potencial comprador, sempre destacando os pontos positivos.

    4. Tenha certeza de que toda a documentação está em dia

    Nenhum comprador se interessa em comprar um veículo sem consultar se a documentação está em dia. Por isso, mesmo que você já saiba que vai vender, antes de anunciar faça questão de garantir que o IPVA e eventuais débitos no Detran estejam pagos.

    Isso torna a moto mais atraente e mostra transparência por parte do vendedor.

    Além disso, vale lembrar que entre os documentos necessários também podemos incluir os manuais originais da moto — caso você ainda os tenha, é claro — e notas de serviço e de peças compradas ao longo do período em que ela foi sua.

    Isso ajuda a mostrar que você foi um dono cuidadoso, o que valoriza bastante a moto usada.

    5. Certifique-se de que a parte mecânica está revisada

    Ali em cima, falamos sobre a necessidade de uma boa aparência para que as fotos do anúncio fiquem bonitas e atrativas. No entanto, não adianta nada ela estar com a aparência impecável se a parte mecânica não estiver perfeita.

    Por isso, é fundamental que todo o motor seja revisado por um profissional de sua confiança antes de fazer o anúncio.

    Mesmo que muitos compradores não atentem para essa parte e olhem apenas pneus e aparência geral, é importante que a mecânica esteja impecável.

    Isso inclui a troca do óleo, filtros, fluidos, pastilhas e cabos, sem contar eventuais reparações que sejam necessárias em outros itens.

    6. Defina um preço compatível com o mercado

    Saber como vender sua moto passa por entender como determinar um bom preço de venda para o veículo. Isso significa, antes de mais nada, que ele precisa ser compatível com o que já é oferecido no mercado.

    Ou seja, se o preço que você escolher foi muito acima do que a moto efetivamente vale, seus potenciais compradores podem preferir buscar alternativas mais em conta.

    Da mesma maneira, preços muito baixos podem gerar desconfiança por parte do comprador, que pode achar que sua moto é uma “bomba” que você só deseja passar para a frente.

    Se você estiver com dificuldades para determinar esse preço, a melhor saída é consultar o valor de mercado para a marca e modelo na tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). É ela quem determina quanto vale cada veículo negociado no mercado brasileiro.

    7. Saiba até onde pode ir na negociação

    Saber negociar é uma arte. Quando falamos do mercado de veículos usados, essa lógica faz ainda mais sentido. Basta pensar que quem quer comprar, em geral, faz questão de pagar o mínimo valor possível.

    Por esse motivo, antes de anunciar a moto para venda, é fundamental que você entenda até onde consegue ir na negociação. Ou seja, qual é o valor mínimo que você aceita.

    Além disso, em negociações desse tipo, é comum aparecerem ofertas diferenciadas, como troca por outros veículos e bens, parcelamento, utilização de consórcios, entre outras.

    Antes de começar, é importante que você determine quais dessas alternativas lhe agradam e como você poderá trabalhar com elas.

    Saber como vender sua moto é um processo que passa por vários detalhes. São fatores até certo ponto simples, mas que podem ser determinantes para seu sucesso.

    Se você já identificou que essa é a hora de vender sua moto, siga as dicas que citamos aqui e, com certeza, sua experiência de venda será mais simples do que você imaginava.

    Temos certeza de que você tem amigos que também podem gostar das dicas que separamos aqui. Por isso, compartilhe este post nas redes sociais e ajude outras pessoas a também terem sucesso na venda de suas motos!

    Confira as melhores ofertas de carros e motos, novos e usados!