Apartamentos verdes: construções ecoeficientes

    Desde a última década o cenário empresarial brasileiro tem sofrido gradativas mudanças em relação à sustentabilidade. Confira aqui no blog algumas delas.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Apartamentos verdes

    Desde a última década o cenário empresarial brasileiro tem sofrido gradativas mudanças em relação à sustentabilidade. De acordo com a pesquisa “Logística Verde – Iniciativas de sustentabilidade ambiental das empresas no Brasil – 2011”, divulgada recentemente pelo Instituto ILOs, seis em cada 10 empresas sentem que mudanças climáticas já têm impacto nos seus negócios e quase metade das organizações do país possuem políticas e ações específicas relacionadas à sustentabilidade.

    Cada vez mais a preocupação com o meio ambiente passa a fazer parte das ações e estratégias de negócios, aumentando, inclusive, a competitividade e qualidade do serviço.

    Desta forma, as corporações que atuam de maneira sustentável saem na frente. A economia em energia elétrica, por exemplo, é um item simples de mudança em relação ao meio ambiente e que muitas empresas já estão se adequando.

    O Brasil já é o 5º país no ranking mundial de empreendimentos “verdes”, segundo dados da Green Building Council (GBC Brasil), responsável por fomentar esse mercado no país.

    Ainda de acordo com a instituição, este tipo de empreendimento que busca colaborar com o meio ambiente adotando medidas sustentáveis e ecologicamente corretas tanto na obra como no dia a dia representa apenas 1% do total de edificações construídas no país.

    No entanto, a procura por edifícios sustentáveis é crescente e cada vez mais pessoas buscam alternativas sustentáveis para suas casas e espaços de trabalho.

    Diante desta realidade, morar em um apartamento “ecologicamente correto” parece ser um bom negócio.

    Mas o que eles têm de diferente?

    Apartamentos verdes

    Em Cascavel, no Paraná, por exemplo, o primeiro residencial sustentável da cidade – edifício Rosa dos Ventos – além de beneficiar o meio ambiente, tem impacto direto no bolso do morador.

    De acordo com Laila Rotter, diretora de marketing da CSD Ideias, responsável pela criação do empreendimento, o sistema de geração de energia solar e eólica, possui potencial para uma economia estimada de até R$1.000,00 por mês na conta de energia elétrica do condomínio.

    Além da energia, a economia também é sentida no reaproveitamento da água da chuva, que possibilita a irrigação das áreas verdes do edifício e lavagem das calçadas.

    Construção modular ecoeficiente

    Um sistema de construção modular com design diferenciado, altamente sustentável e totalmente produzido dentro de uma fábrica, sem a necessidade da movimentação de um canteiro de obras convencional.

    A novidade foi apresentada pela Sustentabil – Sistemas Construtivos Carbono Zero – no Campus Curitiba da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

    Essa construção é reconhecida como ecoeficiente porque não exige uso de água, não gera resíduos e todos os materiais e insumos são comprados de fornecedores que seguem normas e a legislação ambiental.

    Um verdadeiro avanço no setor da construção civil, o mais poluente em todo o mundo, que toma de 20 a 50% dos recursos naturais e devolve por ano ao planeta entre 300 a 500kg de resíduos por habitante.

    O sistema modular tem estrutura à base de aço carbono e o fechamento com perfis de aço galvanizado, é resistente e permite erguer casas e levantar edifícios residenciais e comerciais de até seis andares.

    Os módulos são produzidos dentro de fábrica e transportados até o local definitivo do imóvel, ou carregados em painéis para que seja feita a finalização da montagem no terreno.

    As partes elétrica e hidráulica também saem prontas de fábrica.

    A velocidade de entrega e a redução dos custos são outras vantagens da tecnologia, pois o tempo de construção cai pela metade. “É uma nova tecnologia, de vanguarda, sustentável, ambientalmente correta e bastante inovadora”, afirma o mestre em Engenharia, Carlos Alberto da Costa, criador do sistema construtivo e diretor de operações da empresa.

    A companhia vai ofertar casas populares, edifícios residenciais e comerciais de médio padrão.

    A solução construtiva ecoeficiente serve também para atender o serviço público, ao abrigar postos de saúde/hospitais, escolas/creches e até módulos policiais.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de apartamentos à venda.