Arquiteturas sofisticadas usando cimento queimado

    O revestimento de cimento queimado está em alta nas casas brasileiras e vem sendo usado com frequência em projetos arquitetônicos.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Cimento queimado

    O revestimento de cimento queimado está em alta nas casas brasileiras e vem sendo usado com frequência em projetos arquitetônicos.

    Foto: Decor Fácil

    Tanto sozinho como junto a outros materiais mais nobres, dão um charme e sofisticação para a arquitetura do imóvel.

    Além de resistente e durável, o material composto por cimento, água e areia é um revestimento acessível e barato.

    Mas, exige uma atenção especial quanto à sua aplicação, que precisa ser de forma cuidadosa e por profissionais especializados, caso contrário, depois de aplicado, podem aparecer trincas, fissuras e algumas manchas.

    Foto: Decor Fácil

    Para que fique com boa aparência, é necessário que o contra piso esteja bem nivelado, sem sujeiras e com um aspecto áspero para que o cimento tenha boa aderência.

    E você sabe o porquê de ser chamado “queimado”?

    Já vamos adiantando que não passa por um processo de queima por fogo.

    Nesse caso é chamado assim devido ao polvilhamento do pó de cimento seco sobre o piso molhado de cimento, água e areia, espalhando uma desempenadeira metálica deixando a superfície lisa e nivelada.

    Ok, mas como funciona este processo?

    No site da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) está disponível um documento que explica como fazer e aplicar o cimento queimado.

    Destacamos o trecho que achamos mais interessante:

    Execução – Piso queimado convencional

    1. Limpeza do contrapiso. Não são indicados contrapiso em caliça, brita, saibro, argila ou areia compactada devido à grande possibilidade de fissurações;

    2. Divisão da área do piso em quadrados, formados por guias (madeira de lei, mármore, granito ou material plástico) com espessura de 1 cm e altura de 3 cm. As guias servirão como gabarito para nivelamento da argamassa de revestimento, portanto, deverão estar niveladas. Por se tratar de um material que dilata muito após a cura, a junta é essencial. A recomendação para o uso é a colocação da junta com distância entre 1 m e 1,50 m e nas áreas de afunilamento;

    3. Caso a superfície não apresente aspereza necessária para uma boa aderência, aplicar uma camada de chapisco (espessura média de 5 mm) em argamassa de cimento e areia grossa lavada, traço 1:3 em volume, aditivada de resina adesiva vinílica na proporção indicada pelo fabricante;

    4. Aplicação da argamassa base em cimento e areia fina lavada, traço 1:3 em volume, em quadrados alternados, como um tabuleiro de xadrez. A espessura média da argamassa base deverá ser de 3 cm ou 2,5 cm quando aplicado o chapisco de aderência, variando de acordo com a regularidade da superfície do contrapiso. Recomenda-se adição de um aditivo plastificante para evitar fissuras por retração e melhorar a trabalhabilidade da argamassa e/ou aditivo impermeabilizante para áreas úmidas, ambos na proporção indicada pelo fabricante;

    5. Alisamento da argamassa preferencialmente com régua metálica, utilizando-se das guias divisórias dos quadros de nivelamento;

    6. Polvilhamento de cimento seco sobre a superfície ainda fresca, na razão de 0,5 kg/m² e alisamento suave do cimento polvilhado com desempenadeira de aço, sem pressionar a argamassa base;

    7. Cura. Logo após o término do alisamento e assim que a superfície apresente firmeza ao toque, deverá ser borrifada água em abundância e várias vezes, até a idade de pelo menos três dias;

    8. Após 24 horas do fim do trabalho, passa-se lixa fina sobre as juntas e imperfeições.”

    Deu para entender?

    É só no piso?

    Foto: Flickr

    Se você acha que o cimento queimado pode ser usado somente em pisos, está muito enganado.

    Foto: Casa e Jardim

    Ao aplicá-lo em paredes, bancadas e fachas, o cimento queimado deixa o ambiente muito mais rústico e diferenciado, além de deixar luxuoso.

    Na Cozinha

    Foto: Glamour Brasil

    Podendo ser aplicado na parede, no chão ou no teto, o cimento queimado é um ótimo revestimento de cozinha. Além disso, a facilidade para limpar é garantida.

    Foto: Limaonagua

    Mas fique atento aos pontos de umidade, vazamento ou rachadura pois estes podem comprometer o resultado final.

    Foto: Arquiteteblog

    No Banheiro

    Foto: Thony

    Esse revestimento fica perfeito na pia, piso ou parede do banheiro ou do lavabo.

    Foto: Limaonagua

    Mas cuidado! Por conta da umidade, não aplique no interior do box por se tornar muito escorregadio quando molhado e por ser muito poroso, capaz de absorver líquido muito facilmente caso não seja impermeabilizado.

    Foto: Casa Abril

    Na Parede

    Aplicar o cimento queimado nas paredes é uma boa aposta para quem quer dispensar o papel de parede ou sair da tradicional tinta.

    Além de realçar a parede, garante o estilo rústico para o ambiente escolhido.

    A parede cinza possibilita uma base neutra para a decoração, podendo ser combinado com cores mais fortes, como é o caso do amarelo.

    Na Bancada

    Cansou de usar o tradicional granito? Então, é só aplicar o cimento queimado!

    Esse material permite que sejam feitas combinações super bonitas e criativas, deixando o ambiente bem mais harmonioso.

    Foto: Habitissimo

    Dica: Fica super legal combinar o cimento queimado com uma cozinha branca, equipada com materiais em inox, madeira e até pastilhas coloridas ou azulejos.

    Pontos positivos de utilizar o revestimento de cimento queimado

    – Estilo rústico e diferenciado;

    – Baixo custo – em média de R$ 15,00 a R$ 25,00 o m²;

    – Pode ser usado tanto em ambientes internos quanto externos;

    – Não precisa de rejuntes;

    – A sua aplicação é bem mais simples, podendo ser instalado sobre pisos já existentes.

    Pontos negativos de utilizar o revestimento de cimento queimado

    – Muito poroso, capaz de absorver líquido muito facilmente caso não seja impermeabilizado;

    – Podem surgir algumas imperfeições como trincas e manchas. Essas imperfeições são normais, mas podem ser evitadas se o cimento queimado for instalado de forma correta e por um profissional qualificado;

    – Se torna muito escorregadio quando molhado. Portanto, deve se atentar em quais ambientes deseja aplicar esse revestimento.

    – Não possui muita uniformidade.

    Abuse da sua criatividade

    Você sabia que o cimento queimado pode ter variações de cores? Pois é! Se você gostou dessa técnica mas não quer deixar todas as aplicações com a cor cinza, pode personalizar esse revestimento.

    Para deixar com uma tonalidade mais clara, é só você misturar com pó de mármore ou granito e contar com a ajuda de um profissional especializado para a aplicação. Ele ficará com um aspecto mesclado, super bonito!

    Outra opção é deixar da cor que você quiser.

    É so usar pigmentos coloridos no preparo, e combinar com a proposta do seu ambiente.

    Se você quiser ousar, uma dica é apostar em tons vibrantes de vermelho ou azul.

    Ou se preferir uma opção mais clean, o preto dá um toque sofisticado ao ambiente.

    Gostou do artigo? Continue com a gente e confira nosso blog de decoração.