Que tal tornar sua casa mais sustentável?

    Para ser considerada sustentável, uma casa deve atender a inúmeras exigências técnicas. Confira algumas práticas que tornar sua casa mais sustentável.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Casa mais sustentável

    Segundo dados do Green Building Council Brasil, o nosso país já é o quarto do mundo com o maior número de obras certificadas por sustentabilidade, estando atrás somente dos Estados unidos, China e Emirados Árabes. Apesar disso, essa prática ainda é adotada somente em empreendimentos comerciais, onde as empresas investem cada dia mais em práticas sustentáveis, para passar uma boa imagem ao público.

    Afonso Celso Bueno Monteiro, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo, acredita que essa prática pode conquistar mais adeptos, inclusive em projetos residenciais, uma vez que as pessoas estão cada vez mais conscientes e querendo fazer a sua parte. Só o que falta nesse momento é conhecimento por parte das pessoas, que não sabem exatamente como devem proceder e, na maioria das vezes, acham que para tornar uma casa sustentável o valor a ser investido é muito alto.

    Para ser considerada sustentável, uma casa deve atender a inúmeras exigências técnicas, que variam desde a escolha do material utilizado em sua construção até outras medidas simples e de baixo custo – como hábitos do dia-a-dia que contribuem com o meio ambiente. Confira, a seguir, algumas práticas que podem ser adotadas para tornar sua casa mais sustentável:

    Economize energia elétrica aproveitando-se da luz natural e garanta uma melhor ventilação à sua casa, apostando em janelas maiores e em maior número.
    Evite o uso de ventiladores ou ar-condicionado instalando toldos e brises nas janelas. Isso vai ajudar a diminuir o superaquecimento da casa nos dias de calor.
    Na hora de escolher as cores da fachada de sua casa, no caso de cidades muito quentes, prefira as cores mais claras, que não absorvem tanto calor. Isso vai influenciar no conforto térmico interno e também evitar o uso de ventiladores e ar-condicionado.
    Prefira lâmpadas fluorescentes, ou mesmo as de LED, que além de serem muito mais econômicas, duram mais do que as incandescentes.
    Painéis de energia solar estão cada vez mais em conta, graças à queda dos preços observada nos últimos anos, e são uma excelente alternativa para redução do consumo de energia elétrica.
    A descarga, responsável por um dos maiores índices de desperdício de água, pode tornar-se mais econômica se tiver uma caixa d’água acoplada e com um botão especial, que permite dar descarga com apenas três litros de água – botão menor – ou seis litros – botão maior.
    Adote o uso de calhas, tanques e cisternas em sua casa, pois com elas pode-se coletar a água da chuva e aproveitá-la em situações que não exigem água potável, como regar as plantas do jardim, lavar o carro e, inclusive, na descarga.
    Usar o famoso “chuveirinho” nas torneiras, garante menor vasão de água e impressão de maior potência.
    Escolha eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos que possuem o selo Procel, pois eles indicam maior eficiência energética, que significa menor consumo.
    Por fim, não se limite a somente separar o lixo. O processo de reciclagem inclui escorrer todo o conteúdo das embalagens e inclusive lavá-las.

    E então, já vai começar a aplicar essas dicas em sua casa?

    Confira em nosso site as melhores ofertas de casas à venda.