Como acabar com a infiltração de água na casa?

    Neste post, vamos ensinar 7 dicas: 4 delas sobre como reconhecer os indícios de uma casa com infiltração e 3 para entender como combater esse incômodo

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão3 meses atrás

    Infiltração de água

    Infiltração de água na casa: As paredes e suas famigeradas infiltrações: esse é um problema relativamente comum, que costuma assolar os ambientes com alta umidade e, por consequência, acaba desvalorizando o imóvel.

    Sendo assim, é fundamental que você aprenda não somente a identificar, mas também a como acabar com a infiltração.

    Neste post, vamos ensinar 7 dicas: 4 delas sobre como reconhecer os indícios de uma casa com infiltração e 3 para entender como combater esse incômodo.

    Por fim, ainda vamos mostrar quais são as diferenças ao impermeabilizar a casa durante e após a construção do imóvel.

    Acompanhe!

    Como acabar com a infiltração: 4 dicas para identificar o problema

    O imóvel costuma “indicar” alguns sintomas, e, quando estes são bem interpretados, você consegue identificar o problema logo em seu início, tendo maior flexibilidade para lidar com ele.

    Conheça, a seguir, os quatro sinais de que sua casa pode estar com infiltração!

    1. Pintura descascando

    Uma das principais evidências de infiltração são as fissuras abertas na parede. Inclusive, você perceberá que isso pode ocorrer tanto do lado de dentro quanto no de fora. Uma vez que a sua parede estiver ranhurada, essa fissura ocasionará o desgaste da pintura que a envolve.

    Logo, você notará a tinta”rachando” e, mais tarde, perceberá que a camada ressecada vai se destacar da parede, descascando e esfarelando conforme o tempo passa.

    2. Bolhas de água na parede

    Você poderá perceber a formação de algumas bolhas na sua parede, um problema correlacionado ao anterior. As bolhas são originadas do acúmulo de umidade no interior do concreto, o que ocasiona o dilatamento da parede, inflando a pintura.

    Se você perceber essas elevações de formatos bolhosos, tenha certeza de que, se tocá-las, poderá descascar facilmente essa camada, tal como descrito no ponto acima.

    3. Rachaduras e fissuras

    Nesses casos, até os proprietários que ainda não passaram uma camada de tinta poderão identificar a infiltração, pois, na ausência da pintura, será possível ver as ranhuras que causam as bolhas e o desgaste diretamente no concreto nu.

    É fundamental que você lide com esse problema o mais breve possível, porque, em longo prazo, as infiltrações podem representar até mesmo um perigo estrutural.

    4. Mofo e bolor

    Eis aqui os maiores inimigos de qualquer mobília posicionada paralelamente a uma parede úmida. Você poderá identificar esses problemas facilmente, já que qualquer móvel junto a uma parede úmida manifestará rapidamente as consequências de mofo e bolor, com um odor característico.

    Na parede em si, independentemente de possuir pintura ou não, você observará pequenas ou grandes manchas, que destacam o alcance da umidade e, consequentemente, da proliferação de colônias de fungo.

    Perceba que as manchas podem ter um tom esverdeado.

    Como solucionar a encrenca: 3 dicas práticas para a sua casa

    Pois bem, agora você já está apto a identificar a presença desse delicado problema no seu imóvel. Então, chegará o momento de combatê-lo.

    Lembre-se de que, caso você esteja na eminência de pôr a sua casa no mercado, é fundamental solucionar esse problema antes!

    Disponibilizar uma casa ou apartamento com infiltrações para venda ou aluguel é sinônimo de desvalorização. Mas fique tranquilo, pois para todo problema existe uma solução.

    E aqui, especificamente para as infiltrações, vamos apresentar a você três métodos eficazes de combate.

    Confira!

    1. Impermeabilizar as paredes

    A impermeabilização é um procedimento de infraestrutura que permite bloquear a passagem ou a admissão de fluídos por determinada superfície. Ou seja, é a solução ideal para combater as infiltrações.

    Agora, vamos explicar o passo a passo como sendo feito após a construção do imóvel, na suposição de que você esteja combatendo esse “inimigo” em um espaço já construído. Mas é importante que você saiba que há diferenças no processo, dependendo se ocorrer durante ou após construção, como mostraremos mais adiante.

    Observe a sequência:

    • existindo pintura, você precisará retirá-la por completo, assim como a camada de reboco, expondo a alvenaria nua;
    • com a alvenaria exposta, utilize a solução impermeabilizante para preencher todas as fissuras que você encontrar, evitando espaços e trajetos para o trânsito e acúmulo da água;
    • adicione complementos impermeabilizantes no chapisco e aplique o produto normalmente, utilizando pá ou rolo;
    • adicione o complemento impermeabilizante também na mistura da argamassa e, então, aplique o reboco impermeabilizado na parede;
    • finalize o acabamento com a aplicação da pintura, que pode ou não ter propriedades impermeabilizantes, a depender da fabricante e modelo.

    2. Impermeabilizar as baldrames e lajes

    Aqui, você precisará impermeabilizar duas importantes partes do imóvel.

    As baldrames são a base de sustentação da sua casa, sendo muito influenciadas pela umidade, haja visto que estabelecem contato direto tanto com o solo quanto com a parede, conectando essas duas seções do imóvel.

    A impermeabilização das baldrames precisa ser feita da seguinte maneira:

    • adquira tinta asfáltica;
    • limpe as baldrames, certificando-se de eliminar qualquer presença contaminante, como poeira, óleos, detritos;
    • nivele os buracos e as imperfeições da superfície;
    • aplique a tinta em demãos, sendo estritamente recomendável que você siga as orientações presentes no rótulo do produto.

    Já as lajes podem ser impermeabilizadas com diferentes soluções. Entre elas, estão:

    • sendo uma laje por onde as pessoas transitarão, opte por soluções como a manta asfáltica ou o poliéster flexível;
    • em casos de laje sem área de circulação, a aplicação de uma solução integral de silicone solucionará o problema.

    3. Limpar as calhas

    Esse é um procedimento muito mais simples que os anteriores, por demandar apenas a sua boa vontade de subir e tirar as sujeiras das calhas. Para tanto, basta:

    • equipar-se com um pano ou flanela e também com um pincel ou qualquer outra ferramenta que tenha a função de uma vassoura miniaturizada. Afinal de contas, é hora de varrer as calhas;
    • comprar uma tela filtrada, encontrada em materiais resistentes e leves, como náilon ou malha de aço, para aplicar cobrindo as calhas. Isso impedirá a entrada de folhas, granizos e qualquer outros detritos que causam a obstrução da calha.

    Como impermeabilizar: diferenças durante e após a construção

    A impermeabilização durante a construção resulta em menor custo. Isso, porque, ao construir, a impermeabilização é um processo que antecede a pintura e o reboco.

    Em uma casa pronta, o proprietário só percebe a infiltração quando já é tarde, sendo necessário destruir a pintura e o reboco para, então, aplicar os procedimentos por cima e, depois, finalizar com novas aplicações.

    Por isso, se estiver durante a fase de construção da sua casa, não negligencie a impermeabilização, principalmente se residir em uma cidade reconhecidamente úmida. Lembre-se de que, quase sempre, o barato sai caro.

    As infiltrações costumam ser uma forma de terror consagrado, seja para os agentes imobiliários, para o valor do imóvel ou até mesmo para a durabilidade de móveis e eletrônicos.

    Ainda, é importante ressaltar o potencial risco de incêndio ou de curto-circuito que uma parede, em casos avançados de infiltração, pode ocasionar no contato água-tomada.

    E aí, curtiu este post recheado de informações sobre como acabar com a infiltração?

    Então, aproveite a visita ao nosso blog lendo agora mesmo o conteúdo “Checklist para vistoria de imóveis” e não perca a oportunidade de conhecer mais sobre esse assunto!

    Encontre o imóvel ideal para comprar ou alugar com várias ofertas.