Mais atenção para o escapamento do seu carro

    A maior parte dos motoristas não dá a mínima importância para o escapamento do carro. Aliás, só é lembrado quando os barulhos inconvenientes começam a incomodar.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Escapamento do seu carro.

    A maior parte dos motoristas não dá a mínima importância para o escapamento do carro.

    Aliás, só é lembrado quando os barulhos inconvenientes começam a incomodar ou, literalmente, quando a peça se desfaz, o que é um grande erro! Pois, o sistema de escapamento do carro tem uma função importantíssima: a eliminação de gases gerados após a queima de cilindros.

    Este complexo sistema, quando em perfeito estado, tem a finalidade básica de contribuir para amenizar a poluição do planeta.

    Bem como evitar que os gases tóxicos invadam o interior do carro.

    Mas, além disso, a peça também exerce a tarefa de proporcionar conforto ao motorista e aos passageiros, ao deixar o nível de ruído do motor de acordo com o que é determinado pela legislação vigente.

    Foto: Shutterstock

    Para a manutenção adequada da peça, o ideal é que seja examinada a cada três meses ou a cada 20 mil quilômetros, principalmente se o veículo costuma percorrer estradas esburacadas, trechos irregulares ou mesmo se o carro sofreu algum impacto recente na parte inferior.

    Neste caso, os fixadores e abraçadeiras são os principais itens a serem avaliados.

    Durante a higienização, também é importante lavar sempre a parte de baixo do veículo.

    Mas tome cuidado!

    Não é recomendado jogar muita água no escapamento, pois pode danificar a peça.

    O ideal é utilizar somente água e sabão neutro e com uma esponja ou pano umedecer a área.

    Esse método também evita o ressecamento das borrachas de sustentação.

    Foto: Shutterstock

    Outro fator que contribui para o desgaste do escapamento do carro é a má qualidade do combustível utilizado.

    O catalisador é a peça que mais sofre com isso, pois reduz sua vida útil.

    Aliás, vale lembrar que não há consertos para os componentes que envolvem este sistema, que são: coletor de escape, tubos de escape, silenciador, catalisador e abafador. Se houver danos, é preciso substituir todo o sistema.

    Dicas de manutenção

    – Atenção para os fixadores e abraçadeiras;
    – O ideal é fazer revisões a cada 3 meses;
    – Mais cuidado ao passar por lombadas ou obstáculos elevados, pontiagudos ou soltos na estrada, pois o escapamento pode ser atingido e ficar danificado;
    – A prática de fazer o carro pegar no tranco pode deixar a gasolina que não foi queimada escorrer pelo sistema de escapamento e isso pode danificar o sistema num todo;
    – A troca do sistema é o único conserto para defeitos, corrosão ou falhas.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de carros usados à venda.