Saiba de uma vez por todas como fazer financiamento de carro

    Entender como fazer financiamento de carro é uma dúvida de muitas pessoas. Sabendo disso, compilamos informações que vão ajudar você a fazer um bom negócio.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão1 ano atrás

    O financiamento é uma das maneiras mais convenientes e acessíveis de adquirir um carro. A popularidade da modalidade se justifica pela rápida obtenção do bem — ante o consórcio, que exige a espera para ser contemplado —, mesmo para quem não dispõe do valor do carro à vista.

    Entender como fazer financiamento de carro é uma dúvida que ainda confunde muitas pessoas. Sabendo disso, compilamos, neste artigo, informações valiosas que vão ajudar você a fazer um bom negócio. Confira!

    O que é o financiamento?

    É uma modalidade de compra que descarta a necessidade do pagamento integral (à vista), mas que disponibiliza o carro sem a necessidade de espera. O modelo de financiamento mais popular e conhecido é o Crédito Direto ao Consumidor (CDC).

    No CDC, o cliente contrai um empréstimo com o banco ou financeira responsável pelo negócio. Esse empréstimo vai cobrir o valor parcial ou total do veículo — com ou sem entrada. O valor do financiamento será dividido em parcelas de valor fixo com acréscimos de juros que serão pagos mensalmente.

    Ainda sobre o CDC, é interessante se atentar que o valor das parcelas não varia com o tempo, já que os juros são fixados durante a negociação.

    Inclusive, leve em conta que o que define a taxa de juros costuma ser o valor de entrada que você vai pagar.

    Entenda que, para a financeira, a entrada é uma forma de garantia que evidencia o seu potencial em quitar o empréstimo. Logo, quanto maior a fatia já quitada de início, menores serão os juros.

    Há também uma segunda modalidade, de baixa popularidade no Brasil, o leasing. A melhor maneira de definir esta é a ideia de arrendamento.

    Nela, o banco, financeira ou montadora tem o veículo no CNPJ e aluga o carro para o cliente por meio de parcelas mensais.

    Quais as principais diferenças de CDC e leasing?

    As principais características do CDC são:

    • taxa de juros fixa: estabelecida no momento da negociação do contrato e evita flutuação no valor das parcelas;
    • negociação flexível: dependendo do valor da entrada, do seu score, do histórico financeiro e do seu relacionamento com o banco, é possível conseguir taxas mais baixas;
    • prestações variam de acordo com as taxas de juros e tempo de financiamento;
    • prazos flexíveis: geralmente, de 12 a 60 meses;
    • possui IOF: o Imposto sobre Operações Financeiras;
    • você está adquirindo o carro.

    Já as características do leasing são: 

    • taxa de juros fixa: assim como no CDC, elas são estabelecidas no momento do fechamento do contrato;
    • a negociação não é flexível: elas são previamente estabelecidas pelas montadoras e bancos, por isso não variam de conforme o histórico ou score do cliente;
    • as prestações também variam de acordo com o tempo do leasing e quilometragem da rodagem estipulada. Mas elas tendem a ser bem menores que as de um financiamento;
    • o prazo mínimo costuma ser de 24 meses até 48 ou 60 meses, a depender da montadora ou instituição;
    • não possui IOF. Sob a visão do Banco Central, não se enquadra como uma operação financeira;
    • você está arrendando o carro.

    Quais são os riscos dessas modalidades?

    Existem riscos nas duas modalidades. Entenda.

    CDC

    Caso você não consiga honrar os pagamentos e entrar em inadimplência, o banco ou financeira contratada entrará na Justiça com uma ação para a apreender o carro.

    Após a apreensão, o carro vai ao leilão para quitar o resíduo devido no financiamento. Caso haja diferença positiva, esse valor será redirecionado ao consumidor.

    Mas é válido lembrar que isso dificilmente acontece, uma vez que os leilões acabam vendendo o veículo por um valor muito abaixo do tabelado dado à urgência da quitação do débito.

    Leasing

    Já no leasing, é interessante ficar atento ao que foi proposto em contrato. Existem situações em que é descrita a obrigatoriedade do comprador em adquirir o carro.

    Ou seja, encerradas as parcelas, você precisaria pagar mais um montante para comprar de vez o bem.

    Sempre que possível, opte por uma negociação que não obrigue você a nada que esteja além do proposto pelas parcelas. Falando em inadimplência, o processo é bem parecido ao que ocorre no financiamento.

    Entretanto, após a apreensão do carro, não ocorrerá nenhum leilão ou devolução de valores ao cliente inadimplente, visto que o valor que ele tem pago faz menção ao aluguel temporário de um veículo, e não a aquisição definitiva.

    Logo, no leasingem nenhum momento você paga pela propriedade do bem, mas pelo uso dele.

    Como fazer financiamento de carro?

    Alguns passos são fundamentais para você fazer esse processo da melhor forma possível. Veja adiante o que deve ser feito.

    Reúna os documentos necessários

    • carteira de Identidade com CPF e a Carteira Nacional de Habitação (CNH);
    • comprovante de Estado Civil;
    • comprovante de Rendimentos;

    Além desses, caso haja alguma documentação extra, confira no site da instituição a ser contratada.

    Escolha uma instituição para fazer o financiamento

    Existem inúmeros bancos e financeiras disponíveis no mercado nacional. O importante aqui é priorizar uma instituição na qual você seja correntista de longa data.

    O relacionamento com um banco de confiança, que conhece o seu histórico como consumidor, pode render a você menores taxas e melhores condições de pagamento.

    Simule o financiamento 

    O planejamento é o segredo. Mesmo que você já tenha conseguido excelentes condições no seu banco de confiança, tente simular com o maior número de instituições diferentes.

    Se você dispõe de um bom valor para a entrada, pode conseguir condições especiais com as concessionárias. De tempos em tempos, é oferecida taxa zero no financiamento com determinado valor de entrada.

    Negocie até o último minuto

    Por mais que possa soar chato, negociar a compra do carro é muito importante. Você precisa fazer tudo dentro do possível para conseguir o preço mais justo. Afinal, financiamentos são comprometimentos de longa data.

    Portanto, entender como fazer financiamento de carro é o primeiro passo para investir nessa maneira flexível de comprar um veículo.

    Gostou do post? Então, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para acompanhar outras dicas. Você pode nos encontrar no FacebookTwitterYouTube e Google +.