Peugeot 208 Active 1.5 x Citroën C3 Origine 1.5

    Peugeot 208 e o Citroën C3 são basicamente irmãos, construídos sobre a mesma base criada pelo grupo PSA Peugeot-Citroën. Descubra qual é o melhor.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    A Peugeot destacou-se no Brasil com a chegada do 206, em setembro de 1998.

    Seu hatch era acessível, moderno e, embora tenha apresentado algumas dificuldades com a suspensão europeia no irregular solo brasileiro, ele atingia em cheio o coração dos brasileiros com o design único.

    Foi um sucesso que a marca não repetiu em território nacional desde então, mas espera conseguir com o 208.

    No entanto, a Peugeot não é a única a buscar mais espaço no nosso mercado.

    A conterrânea Citroën também almeja vendas com o novo C3, modelos que perdeu as formas arredondadas – apreciada, em grande parte, pelo público feminino – e deu lugar a um design mais agressivo.

    Alguns não sabem, mas os dois hatches são basicamente irmãos, construídos sobre a mesma base criada pelo grupo PSA Peugeot-Citroën.

    As versões de entrada comparadas aqui, a Active no caso do 208 e a Origine no C3, usam o mesmo motor de 1.5 de 93 cv e 14,2 mkgf de torque – com etanol –, câmbio manual de 5 marchas e, coincidência ou não, partem do mesmo preço: R$39.990.

    A posição de dirigir no Peugeot 208 é um dos seus destaques, mas o Citroën apresenta conjunto motriz ligeiramente mais bem acertado.

    Ele realizou aceleração de 0 a 100km/h em 12s9 contra 13s3 do rival, enquanto a retomada de 60km/h a 120km/h foi realizada em 19s0.

    Ante 19s4 do 208. Quanto ao consumo de combustível, houve um empate em rodovias – ambos cravaram 12, 1 km/litro –, enquanto o 208 se revelou ligeiramente mais econômico em ciclo urbano, com média de 8,2 km/litro – somente 0,2 km/litro a menos que o concorrente da Citroën.

    Dinamicamente, é justo dizer que ambos têm bom comportamento.

    O C3 se deu bem mesmo na relação custo-benefício. Sim, ele ficou devendo nas revisões até os 30.000 km, em que a Citroën cobra R$1.372 do cliente, enquanto a Peugeot pede R$810.

    A situação se inverte, no entanto, na hora de segurar o veículo: R$2.225 no 208 e 1.559 no C3. O hatch da Citroën também sofre desvalorização consideravelmente menor no primeiro ano, 8,03% (R$3.211), enquanto a do Peugeot é de 10,19% (R$4.074).

    O resultado a favor do C3 Origine 1.5 é pequeno na porcentagem, mas revela boa vantagem financeira para o consumidor.

    E ele ainda é mais equipado de série.

    Peugeot 208 Active 1.5

    Motor 4 cilindros, dianteiro, transversal, flex; Cilindrada 1449cm³; Cabeçote 2 válvulas por cilindro; Potência 93 cv (E) a 5500 rpm; Torque 14,2 mkgf (E) a 3300 rpm;  Câmbio manual, 5 marchas; Tração dianteira; Comprimento 3,96m; Largura 1,70m; Altura 1,47m; Entre-eixos: 2,54m; Porta-malas 285l; Peso 1086kg

    Foto: Peugeot/divulgação

    Citroën C3 Origine 1.5

    Motor 4 cilindros, dianteiro, transversal, flex; Cilindrada 1449cm³; Cabeçote 2 válvulas por cilindro; Potência 93 cv (E) a 5500 rpm; Torque 14,2 mkgf (E) a 3300 rpm; Câmbio manual, 5 marchas; Tração dianteira; Comprimento 3,94m; Largura 1,70m; Altura 1,52m; Entre-eixos: 2,46m; Porta-malas 300l; Peso 1110kg

    Foto: divulgação

    Confira em nosso site as melhores ofertas de Peugeot 208 usado e Citroën C3 usado à venda.