Mini JCW de terceira geração adota motor 2.0 turbo

    Mini JCW de terceira geração adota motor 2.0 turbo e se torna o mais potente a ser oferecido em 55 anos de historia. Conheça aqui no Chaves na Mão!

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Mini JCW

    Dito e feito. Antes de apresentar a terceira e atual geração do Cooper, a Mini adiantou que a numerosa gama do icônico carrinho sofreria mudanças.

    A fabricante, que pertence ao Grupo BMW, afirmou que iria se concentrar em “apenas” cinco carrocerias para o modelo – a antiga geração tinha sete.

    Nos planos da marca inglesa estão a existente hatch – com duas e quatro portas –, o conversível, o crossover Countyman, a station Clubman e um futuro modelo ainda indefinido.

    Com isso, as configurações roadster e cupê deixam a linha. Outras variantes que permanecem em pauta são as esportivas preparadas pela John Cooper Works.

    E, claro, a primeira a aparecer nessa nova fase é no tradicional Cooper.

    O novo JCW chega com a credencial de ser o Mini mais potente a ser oferecido em 55 anos de historia.

    Foto: divulgação

    Para dar esse titulo ao modelo, a engenharia mandou para longe a ideia de downsizing.

    O motor 1.6 THP de 211 cv e 26,5 kgfm de torque – que equipava o modelo anterior – deu lugar ao 2.0 litros turbinado, que está atualmente sob o capô da versão “normal” Cooper S.

    Porém, em vez de 192 cv, o propulsor foi calibrado para fornecer 231 cv entre 5.200 e 6 mil rpm, além de 32,6 kgfm de torque entre 1.250 e 4.800 rotações.

    Com transmissão manual de seis marchas, o Cooper JCW cumpre o zero a 100 km/h em 6,3 segundos.

    Já com a caixa automática, também de seis relações, o tempo cai para 6,1 segundos. A velocidade máxima é de 246 km/h.

    Foto: divulgação

    A vocação esportiva ainda aparece no visual, porém de forma menos “exagerada”. Com 3,87 metros de comprimento, 1,72 m de largura, 1,41 m de altura e 2,49 m de distância entre-eixos, o Mini John Coo- per Works conserva muito do design do conceito apresentado no Salão de Detroit, nos Estados Unidos, em janeiro de 2014.

    Os para-choques são diferenciados com mais tomadas de ar, há saias laterais, spoiler integrado e dupla saída de escapamento central.

    As rodas são de 17 polegadas com desenho exclusivo para a versão – 18 polegadas são opcionais.

    Foto: divulgação

    A potência extra demandou alguns cuidados da Mini em relação à segurança. O modelo conta, de série, com airbags frontais, laterais e de cortina, além de freios da Brembo.

    O conjunto suspensivo foi recalibrado e o carrinho ganhou bloqueio eletrônico de diferencial com a opção de controle eletrônico de amortecimento.

    Entre as comodidades para o motorista estão os bancos esportivos, sistema multimídia, head-up display, park assist, câmaras de ré, ar-condicionado digital bizone e som premium Harman Kardon.

    Na Inglaterra, o Mini John Cooper Works parte de 24.380 libras – cerca de R$ 116 mil. O carro aterrissa no Brasil ainda esse ano, mas sem preço definido.

    Foto: divulgação

    Confira em nosso site as melhores ofertas do carro Mini usado à venda.