Como funciona o freio automotivo?

    No sistema de freio automotivo, o motorista é a peça chave, pois só a partir do acionamento por meio dos pedais de freio é que esse sistema entra em funcionamento.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Como funciona o freio

    A origem do freio foi nas carruagens e funcionava por meio de uma alavanca e uma sapata externa que trabalhavam diretamente no pneu.

    Com a evolução desse sistema, veio o freio de cinta de aço envolvendo o cubo da roda ou tambor.

    A partir da década de 1920, quando os carros foram ganhando potência, fez-se necessário a aplicação de um sistema de freios hidráulicos.

    No sistema de freio automotivo, o motorista é a peça chave, pois só a partir do acionamento por meio dos pedais de freio é que esse sistema entra em funcionamento.

    A partir disso, o cilindro mestre é acionado gerando uma pressão maior nas tubulações.

    O fluido de freio que também sofre pressão nas tubulações, aciona os cilindros de roda e, consequentemente, os freios.

    Hoje, os carros possuem dois tipos de freios, sendo disco nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras.

    No caso do sistema a disco, o óleo aciona um pequeno pistão que comprime as pastilhas de freio gerando atrito e fazendo com que diminua a velocidade de giro do pneu.

    Nos freios a tambor, o óleo aciona os cilindros de freio movimentando as lonas contra o tambor, fazendo com que o veículo diminua a velocidade.

    Foto: Shutterstock

    Os freios bem regulados e em boas condições precisam ter no mínimo 80% de eficiência e para completar essa porcentagem, os pneus precisam estar com ótima aderência ao asfalto, ou seja, sem estarem gastos.

    Para verificar se o seu sistema de freio está funcionando corretamente é preciso ficar atento aos seguintes sinais do veículo:

    – Barulhos: Toda a vez que você pisa no freio eles fazem um barulho. Talvez esse seja um problema das pastilhas de freio por estarem desgastadas e precisando ser substituídas.

    – O volante puxa para um lado na hora de frear: Neste caso, o sistema de freio não está liberando pressão de forma igualitária, fazendo com que um dos lados freie de forma mais forte.

    – Os pedais estão vibrando: O grande causador pode ser o disco de freio que está empenado, fazendo com que as pastilhas de freio não sofram aderência uniforme.

    – Pedal de freio está muito mole ou duro: Isso ocorre ou por conta das pastilhas que ficaram gastas ou por problemas no sistema hidráulico.

    Nesses casos, o ideal é levar o veículo para uma oficina e verificar corretamente o erro nos freios.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de carros usados à venda.