Como fazer financiamento de veículo

    Conheça as diferentes modalidade de financiamento para carros e motos. As vantagens e desvantagens de ter um consórcio. Guia para fazer a melhor escolha!

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 meses atrás

    O financiamento de veículos é o caminho para quem precisa de um carro ou moto mas não pode ou não quer comprar à vista.

    Para qualquer modalidade de financiamento é preciso pesquisar entre as diversas opções e, ao contratar, ter bastante disciplina para honrar os pagamentos.

    Em nosso guia de Preparação financeira para comprar um veículo você encontra orientações sobre a compra à vista de um veículo, que definitivamente é a opção mais vantajosa do ponto de vista financeiro. Quando você economiza para comprar um veículo à vista, poderá conseguir um grande desconto na compra e não precisará pagar os juros dos financiamentos (que em alguns casos podem chegar a 2 ou 3 vezes o valor de venda do veículo).

    Agora, se para você a melhor opção é financiar, antes de se comprometer estude as diferentes modalidades e suas regras.

    CDC – Crédito Direto ao Consumidor

    Nessa modalidade de financiamento de veículos, o Banco ou instituição financeira realiza um empréstimo para você comprar o carro, que fica alienado em nome de financeira até que todas as prestações sejam pagas, com juros.

    No caso do CDC você empresta dinheiro do banco e não há envolvimento da concessionária ou revendedora do veículo. Por esse motivo há representantes de financeiras trabalhando até mesmo dentro de concessionárias e revendas de veículos – para as empresas, é uma parceria que dá certo.

    • Vantagens do CDC: As taxas de juros são fixadas na assinatura do contrato.É possível negociar, com a instituição financeira, as taxas de juros e o valor da entrada. De maneira geral, quanto maior o valor da entrada maior o seu poder de barganha.Prazos de financiamento mais flexíveis, entre 3 e 36 meses.É possível antecipar prestações ou quitar a dívida a qualquer momento.
    • Desvantagens do CDC: Há cobrança de IOF.Para períodos longos, o montante de juros é consideravelmente elevado, cerca de 2 ou 3 vezes o valor original do veículo.
    • Riscos do CDC: No caso de inadimplência, o Banco ou instituição financiadora pode entrar com uma ação judicial para apreender o veículo, que é leiloado. O valor arrecadado no leilão é utilizado para quitar o restante das parcelas e a diferença é devolvida ao consumidor.

    Consórcio de Veículos

    O Consórcio de Veículos é uma espécie de financiamento em que você faz parte de um grupo organizado por uma empresa operadora de consórcio (a administradora).

    Você paga as prestações mensais e todo mês um participante é sorteado, ou seja, poderá retirar o veículo desejado – mas só será o proprietário quando terminar de pagar as parcelas.

    A diferença entre o consórcio e o CDC é que, no consórcio, as parcelas mensais aumentam de valor ao passar do tempo, para acompanhar a valorização do preço de mercado da categoria do veículo em questão.

    Há uma cobrança extra de taxas administrativas para a empresa que organiza o consórcio.

    • Vantagens do consórcio de veículos: As taxas de juros são fixadas na assinatura do contrato.Parcelas mensais mais baratas do que o CDC.A qualquer momento é possível dar um lance em dinheiro para arrematar o veículo.Caso haja problemas no pagamento, é possível repassar o consórcio para outra pessoa.
    • Desvantagens do consórcio de veículos: Há cobrança de IOF.As parcelas mensais aumentam conforme a valorização do veículo escolhido, situação agravada em períodos de alta inflação.Não é possível negociar valores de entrada e taxas de juros – você deve escolher um dos planos de consórcio pré-estabelecidos.Com parcelas mais baratas, o prazo de pagamento será maior, de até 60 meses.O consórcio já tem prazos de pagamento estabelecidos, geralmente de 24, 36 e 60 meses.
    • Riscos do consórcio: No caso de inadimplência, você só receberá o valor pago ao final do contrato. Se for um contrato de três anos e parar de pagar no primeiro ano, terá de esperar mais 2 anos para receber o total pago.

    Leasing de Veículos

    O leasing de veículos não é uma operação financeira – é um arrendamento mercantil, e por isso não há cobrança de IOF. No leasing uma empresa compra um carro e aluga para você, mediante o pagamento de parcelas mensais.

    No final do contrato você tem a opção de comprar o carro (pagando o valor residual), devolvê-lo ou renovar o contrato.

    • Vantagens do leasing de veículos: As taxas de juros são fixadas na assinatura do contrato. Em muitos casos as taxas de juros são subsidiadas pelas montadoras e fabricantes dos veículos.As prestações são mais baixas. Não há cobrança de IOF por não se tratar de uma operação financeira.
    • Desvantagens do leasing de veículos: Geralmente não é possível negociar valores de entrada, taxas de juros e prazos de pagamento com a instituição.Não há a opção de quitar a dívida ou comprar o veículo antecipadamente.A duração mínima do contrato é de 24 meses.
    • Riscos do leasing: Atenção! Antes de fechar um acordo de leasing, verifique se há descrito no contrato alguma obrigatoriedade de compra do veículo arrendado. Se esse for o caso, tome cuidado, pois poderá ter que pagar ainda mais para comprar o veículo no final do período acordado. Prefira um contrato que tenha a compra como uma das opções, e não uma obrigatoriedade.No caso de inadimplência, a empresa de leasing pode entrar com uma ação judicial para apreender o carro, e não há qualquer devolução do dinheiro pago à empresa para o consumidor.
    • Dica Chaves na Mão
      • Multas: Em qualquer financiamento, a instituição não pode exigir multa maior do que 2% do total da dívida. No caso de atrasos no pagamento das parcelas, os juros incidentes não podem superar 1% do total da dívida.
    • Documentos exigidos para qualquer modalidade de financiamento:
      • Documento de identificação Carteira de Identidade com CPF ou Carteira Nacional de Habilitação.
      • Comprovante de estado civil.
      • Comprovante de rendimentos
      • Eventuais documentos extras (verifique com a instituição financiadora).

    Preparando suas finanças para o futuro

    No caso do CDC e do leasing, você já estará utilizando o carro logo que assinar o contrato.

    Muita gente se esquece, porém, de contabilizar os gastos adicionais que o carro gera. Planeje-se com antecedência e já deixe previsto em seu orçamento mensal despesas para:

    • Combustível
    • Revisões e manutenção
    • Eventuais reparos
    • Instalação de novos acessórios (som, faróis, cadeira de bebê)
    • Seguro de veículo
    • Estacionamento diário e mensalista
    • Eventuais multas de trânsito
    • IPVA

    Confira as melhores ofertas de carros e motos, novos e usados!