O que muda na prática com a CNH digital?

    Com a CNH digital, você não precisa mais ficar carregando sua Carteira de Habilitação para todos os lugares. O documento fica registrado em seu celular.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão6 meses atrás


    CNH Digital: Usar a tecnologia para facilitar nossa rotina já é algo comum, não é mesmo? Embora os órgãos governamentais sejam muitas vezes resistentes a essa mudança, o Detran deu um passo a adiante: disponibilizou, em todo o território nacional, a CNH Digital.

    Com ela, você não precisa mais ficar carregando sua Carteira de Habilitação para todos os lugares que vai. Basta fazer o cadastro e o documento fica registrado em seu celular. Após isso, ele pode ser acessado offline, ou seja, não é preciso nem mesmo de internet.

    Apesar de ser muito interessante, essa mudança gera várias dúvidas. Pensando nisso, preparamos este texto para responder algumas delas. Confira!

    Qual é o prazo para a aquisição da CNH digital?

    Mesmo com a CNH digital em vigor, não existe interesse por parte do Detran em acabar com a antiga CNH impressa. Então, se você usa ou não o documento no celular é uma escolha sua. Por isso, a adesão ao serviço pode ser feita a qualquer momento.

    Com relação ao prazo para a emissão, isso varia bastante. Todo o processo vai depender da agilidade do Detran da sua região e da sua disponibilidade para fazer o cadastro. Mas temos uma notícia positiva: o processo é simples e rápido (ao final do texto vamos explicar como fazê-lo, passo a passo).

    Como funciona a substituição da CNH impressa?

    A CNH digital não veio para substituir o documento impresso. Muito pelo contrário, ela é uma alternativa para que não precisemos sair com vários documentos e com o nosso celular ao mesmo tempo. Essa nova Carteira de Habilitação funciona com o uso de um aplicativo. Ou seja: quer dirigir sem carregar documentos? É possível, basta garantir que seu celular esteja carregado.

    Caso a bateria acabe e algum policial peça o documento, não existe desculpa. O motorista precisa apresentar a Carteira impressa, caso contrário, será autuado por dirigir sem portar a Carteira de Habilitação. Por isso, muito cuidado e lembre-se de conferir sempre o aparelho para garantir que está tudo certo.

    Em quais estados a CNH digital já está em vigor?

    Desde abril de 2018 a CNH digital está em vigor em todo o território nacional. O último estado a fazer a adesão foi o Rio de Janeiro. Hoje, qualquer Detran está habilitado para orientar e fazer a emissão do documento.

    Ela tem a mesma validade e pode ser usada para os mesmos fins, sem nenhuma complicação. Então, você pode apresentá-la no aeroporto, na entrada de festas, em eventos, para comprovar a identidade antes de provas etc.

    Quais são as taxas cobradas?

    Assim como o documento impresso, as taxas de emissão da Carteira de Habilitação digital variam de estado para estado. Essa é uma cobrança opcional e quem decide se ela será feita é o Detran de cada região. Então, para saber quanto você precisará desembolsar, o melhor a fazer é conferir com o posto que emitiu sua CNH.

    A CNH digital é segura?

    Uma grande preocupação por parte dos motoristas é se a CNH digital é mesmo segura e se podemos confiar que nossas informações não serão usadas indevidamente. Esse medo é compreensível, já que o documento é utilizado para praticamente tudo no Brasil.

    De acordo com o Detran, a plataforma virtual é completamente segura. Afinal, ela é protegida por padrões técnicos que suportam um sistema criptográfico que garante a validade do documento. Logo, é muito pouco provável que alguém consiga falsificar a CNH no aplicativo.

    Além disso, a Carteira é vinculada ao Detran que a emitiu e existe um certificado digital de autenticidade. Para completar, o acesso ao documento só pode ser feito após o motorista digitar sua senha de acesso, composta por quatro dígitos.

    Toda essa proteção evita que a Carteira seja clonada ou falsificada. As etapas de segurança também ajudam a proteger você no caso de algum roubo.

    Entretanto, isso não é o suficiente. Em caso de perda, furto ou roubo do celular, o órgão recomenda que o motorista faça o bloqueio do documento o mais rápido possível. Se a pessoa tiver o certificado digital, ela consegue fazer isso remotamente. Caso contrário, será preciso se dirigir até algum posto do Detran.

    Quais foram os problemas da implementação da CNH digital?

    A implementação da CNH digital foi cercada por várias polêmicas e problemas. Em primeiro lugar, apenas alguns estados faziam a emissão da Carteira, mesmo quando ela já estava em vigor em todo o território nacional.

    Depois, houve uma série de problemas com relação à utilização. Vários ambientes, como aeroportos e rodoviárias, por exemplo, não tinham a tecnologia para fazer a leitura e garantir que o documento era válido.

    Além disso, a taxa de emissão gerou bastante polêmica. Apesar de ser majoritariamente gratuita, alguns estados cobravam para emitir o documento. O maior problema era a discrepância de valores: enquanto em Goiás era R$ 10, no Piauí chegou a R$ 200.

    Depois dessa confusão, os cidadãos do estado do Piauí pressionaram o governo. Ao final, a emissão se tornou gratuita por lá também.

    O que é preciso fazer para ter esse documento?

    Agora que já tiramos algumas de suas dúvidas sobre a CNH digital, que tal entender o que precisa ser feito para conseguir garantir a sua? Vamos lá!

    Tenha o documento adequado em mãos

    Para ter acesso ao documento virtual, você precisa ter em mãos a Carteira de Habilitação com QR Code, que é o modelo mais novo. Caso não tenha, será preciso pagar a taxa para emiti-la e continuar com seu cadastro.

    Faça o cadastro no site Detran

    Se sua Carteira já tem o QR Code, então tudo fica mais fácil. Agora, você precisa entrar no Portal de Serviços do Detran. No menu, localizado à esquerda, tem a opção “cadastro”. Clique nela!

    Preencha todas as informações e confirme. Ao final do processo, o site deve informar que um link de ativação foi enviado para seu e-mail. Abra a caixa de entrada do seu provedor, click no link e ative o cadastro.

    Visite o Detran

    Feito todo o registro, você deve ir até o Detran que emitiu a sua CNH. Ele confirmará seus dados e dará o aval para que o documento digital seja emitido. Caso você tenha um certificado digital, como o e-CPF, é possível fazer todo o processo online, sem precisar ir até um posto do órgão.

    Baixe o aplicativo da CNH digital

    Conseguiu completar todas as etapas até aqui? Pois bem, a parte mais complicada acabou. Agora é só fazer o download do aplicativo na loja oficial do Google ou da Apple. Você poderá acessar o aplicativo usando um código que o Detran enviará para o seu e-mail. Após isso, basta criar sua senha de quatro dígitos e aproveitar as facilidades da tecnologia.

    Se você não tem e nem vai emitir por agora a nova CNH digital, pode ficar tranquilo. Menos de 0,4% dos motoristas fizeram a emissão do novo documento. Em grande parte, o motivo é a necessidade de ter a Carteira com QR Code, o que faria todo o processo ficar mais caro.

    Como vimos, o processo para a aquisição da CNH digital pode até ser um pouco burocrático. No entanto, é uma novidade que vem para facilitar a vida de muitos brasileiros, inclusive a sua! Vale a pena ir atrás dela, não acha?

    Quer ter acesso a mais conteúdos como esse? Então, nos siga nas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, YouTube e Google+.