Vantagens e desvantagens de um condomínio-clube

    Hoje em dia, sair de casa para ir à academia não faz mais parte da rotina de muitos, que agora podem morar em condomínio clube, tendência imobiliárias.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Condomínio-clube.

    A busca por uma vida com menos estresse e mais praticidade e segurança tem levado muitas pessoas a viver em condomínios-clube. Hoje em dia, sair de casa para ir à academia não faz mais parte da rotina de muitos, que agora podem morar em conjuntos residenciais com estrutura de clube, com piscinas, quadras esportivas, academia, spa, sala de massagem, salões de festa, churrasqueiras, etc. São os condomínios-clube, uma das maiores tendências imobiliárias dos últimos anos.

    Enormes, quase como pequenas cidades, os condomínios-cube podem abrigar muitas torres e até centros comerciais. Porém, o seu grande diferencial está em sua infraestrutura e, geralmente, infinitas listas de opções de entretenimento para os condôminos. Um conceito incrível em grandes cidades, como Curitiba, onde o trânsito desanima qualquer um na hora de cumprir grandes distâncias para ir até o clube ou às aulas de esportes dos filhos. Afinal de contas, quem não quer ter acesso à piscina, quadras esportivas, auditórios, salão de beleza, brinquedoteca, pomar, pista de cooper, e tudo mais o que você possa imaginar, sem pegar trânsito?

    Entre as principais razões para essa tendência estão o aumento da violência, a maior participação das mulheres no mercado de trabalho – e, consequentemente, a falta de ter com quem deixar os filhos –, o maior número de pessoas idosas e a elevação das taxas de condomínio.

    Um condomínio-clube se caracteriza pelas grandes e inúmeras áreas de lazer, que aproveitam terrenos de áreas superiores a 8.000 m², com equipamentos comuns funcionando como extensões das áreas privativas que, nesse caso, são bem menores do que as de edifícios comuns. Para compensar o espaço interno reduzido, as despesas com condomínio também são reduzidas e acabam sendo menores que a mensalidade de um clube ou o salário de uma babá, por exemplo.

    Confira abaixo alguns prós e contras dos condomínios-clube e decida se eles são o estilo de moradia ideal para você:

    Lazer e convívio social para crianças

    Uma das principais vantagens de morar em um condomínio-clube é a possibilidade de lazer para os filhos e o convívio com outras crianças. Para as crianças, o condomínio-clube é um sonho, pois além de todas as possibilidades de lazer, elas ainda podem fazer muitas amizades.

    Taxas condominiais mais baixas

    Os condomínios-clube possuem em média 600 ou 700 unidades e, por causa disso, os valores das estruturas de lazer acabam divididos entre os moradores e não saem tão caras. O condomínio, então, pode ter um personal trainer na academia, professor de natação, entre diversas outras facilidades, sem pesar muito no bolso.

    E ainda, dependendo da estrutura do condomínio e do proveito que os moradores fazem dela, diversos gastos podem ser dispensados, como com babás, mensalidades de clubes e academias, transportes das crianças para cursos de línguas e escolinha de esportes, etc.

    Segurança

    Além dos condomínios-clube possuírem sistemas de segurança mais avançados do que o de prédios comuns, eles também permitem que os moradores e seus filhos passem mais tempo realizando atividades dentro próprio prédio e menos tempo se deslocando em espaços públicos.

    Valorização do Imóvel

    As amplas estruturas de lazer dos condomínios-clube também influenciam na valorização do imóvel. Hoje em dia o interesse das pessoas em ter tudo ao alcance é cada vez maior e, por isso, as áreas de lazer geram maior demanda por esse tipo de imóvel.

    Falta de privacidade

    A primeira e mais óbvia desvantagem dos condomínios-clube é a falta de privacidade. As chances de descer do carro, passar pela garagem e subir no elevador sem encontrar um vizinho nesse tipo de prédio são quase nulas. No condomínio-clube você terá muito contato com muitas pessoas o tempo todo.

    Riscos de má administração

    A grande armadilha dos condomínios-clube é a má administração. Se a equipe de administração do condomínio não souber manter as áreas de lazer, entretenimento e convivência do condomínio conservadas e ocupadas pelos condôminos, os moradores correm o risco de ver o seu patrimônio se desvalorizar.

    Número excessivo de veículos

    Nos condomínios-clube o morador pode começar enfrentando congestionamento já na hora de sair da garagem, já que o número de veículos querendo sair também é muito grande.

    O condomínio se torna um espaço público

    Muita gente realmente acredita que o condomínio é um clube e começa a trazer parentes e amigos para aproveitar a sua estrutura, tornando um lugar particular em um local público. Ou seja: se não houverem regras claras com relação aos visitantes, o morador pode ter a sensação de que sua casa virou um hotel, ou parque de diversões.

    Áreas privativas reduzidas

    Para compensar a metragem reduzida dos apartamentos, algumas empreendedoras vendem as áreas comuns do condomínio como extensões do espaço privativo. Alguns compradores se encantam de tal forma com as áreas de lazer que esquecem de pensar no apartamento.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de imóveis à venda.