Como funciona a locação de imóveis para a temporada?

    Alguns cuidados devem ser tomados para evitar que a locação de imóveis para a temporada torne-se uma frustração, tanto para locador quanto para locatário.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão4 anos atrás

    Locação de imóveis para a temporada

    Nesta época do ano, a busca por casas e apartamentos para alugar na temporada aumenta consideravelmente, visto que muita gente decide aproveitar os dias de folga para viajar, descansar e curtir.

    Porém, alguns cuidados precisam ser tomados para evitar que o passeio torne-se uma frustração para ambos os lados envolvidos – locador e locatário.

    O que a maioria das pessoas não sabem é que a locação de imóveis para temporada é regida pela mesma lei das locações de imóveis comuns.

    E, por isso, em meio a ansiedade de viajar, acabam alugando o imóvel verbalmente, sem se preocupar com contratos por escrito.

    Foto: Creative Commons/Arclients

    A Lei número 8.245/91, que estabelece as regras de locação de imóveis para temporada, difere em somente dois pontos da locação convencional, porém são fundamentais para tal.

    O primeiro é o que diz respeito ao prazo de validade do contrato de locação, que não pode ser superior a 90 dias, destinando-se o imóvel a uma residência temporária do locatário para prática de lazer ou férias.

    O segundo item, diferente dos contratos convencionais de locação de imóveis que proíbem a cobrança adiantada do aluguel, afirma que em alugueis para temporada o locador pode receber de uma única vez e antecipadamente o valor da locação.

    Em caso de, ao final do prazo do contrato, o locatário permanecer no imóvel sem que o proprietário se oponha, considera-se prorrogação do aluguel, porém, por prazo indeterminado e então seguindo as regras da modalidade de contrato em questão.

    Em geral, tanto locador quanto locatário precisam tomar alguns cuidados básicos, porém essenciais, antes de alugar um imóvel para temporada. O locatário, por exemplo, precisa visitar o imóvel no qual tem interesse e conhecer a região pessoalmente.

    Hoje existem inúmeros sites especializados também na locação de imóveis para temporada, porém as fotos que os anunciantes colocam nem sempre refletem o real estado do imóvel.

    Além disso, uma casa pode ser excelente, mas estar localizada em um péssimo bairro, ou à beira da estrada, por exemplo.

    Caso você não possa visitar o imóvel pessoalmente, busque por referencias com conhecidos que já estiveram no local.

    Não esqueça, também, de atentar-se ao estado dos móveis e utensílios domésticos, se os colchões e enxovais não estão em más condições, se a rede hidráulica funciona direito e se a parte elétrica está em ordem, afinal, não existe nada mais frustrante que programar suas férias, viajar por horas e chegar em um imóvel inabitável. Saber se existe comércio próximo também é importante.

    Para o locador, além de receber antecipado pela locação do imóvel para temporada, o ideal é possuir referências do inquilino, e se o imóvel for mobiliado, a preocupação deve ser ainda maior, pois pessoas mal intencionadas podem pagar uma semana de aluguel adiantado e fazer a mudança da casa, e é melhor ter um imóvel sem inquilinos do que uma casa sem nada dentro.

    Para imóveis mobiliados, tanto o inquilino quanto o proprietário devem fazer duas vistorias: uma na chegada e outra na saída, conferindo mobília, utensílios, enxoval e funcionamento de eletrodomésticos, limpeza de paredes, parte elétrica e hidráulica.

    Tomando alguns cuidados básicos, as férias serão perfeitas, tanto para locadores quanto para locatários.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de imóveis para alugar.