Porto Alegre: o guia completo sobre a cidade

    Guia completo de Porto Alegre, conheça os principais pontos turísticos, os melhores bairros e muito mais! Não perca tempo e “embarque” nesta leitura!

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão2 meses atrás

    Continuamos com a nossa série de artigos que esclarecem a vida nas principais cidades do Brasil. Caso tenha perdido alguns “episódios” dessa saga, poderá conferir cada um deles, lendo o guia de Balneário Camboriú e Curitiba! Mas agora chega o momento de falarmos de uma das capitais mais intrigantes do país: a distinta Porto Alegre!

    Segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, a capital gaúcha já conta com mais de 1 milhão e 470 mil habitantes. Uma população numerosa e determinante para alavancar a economia local. Sendo assim, observamos que Porto Alegre merecia um guia Chaves na Mão.

    Afinal de contas, trata-se de uma cidade repleta de história, cultura e vários motivos para que você more nela. Então, quer descobrir os principais destaques da segunda maior cidade do sul do Brasil? Não perca tempo e “embarque” nesta leitura!

    A história de Porto Alegre

    No intuito de entendermos melhor sobre algum destino, sempre é interessante identificar as origens do lugar em questão, não é mesmo? Por isso, dedicamos esta breve seção para remontar a cronologia dessa bela cidade. Confira!

    1752

    Inicia-se o povoamento na região da futura Porto Alegre, com a migração de sessenta casais portugueses açorianos, em um movimento político resultante do Tratado de Madri.

    Como as delimitações territoriais previstas no Tratado demoraram a ser realizadas, essas famílias se consolidaram na região, que recebia o primeiro nome de Porto de Viamão.

    1772

    Em 26 de março de 1772, Porto Alegre foi fundada, inicialmente nomeada como a Freguesia de São Francisco do Porto dos Casais.

    1773

    Em cerca de um ano, a cidade recebe uma nova nomenclatura, mais próxima da atual: Nossa Senhora da Madre de Deus de Porto Alegre. Em 24 de julho do mesmo ano, a cidade, já pujante para a época, tornava-se a capital da capitania.

    1824

    Esse ano demarca o início de um forte movimento migratório para Porto Alegre, que recebia uma grande diversidade de nacionalidades e etnias, como africanos, alemães, espanhóis, judeus, poloneses, entre inúmeros outros.

    Essa é uma das principais razões para que a capital gaúcha continue sendo considerada um estandarte da diversidade cultural.

    1835

    Em 20 de setembro é iniciada a Guerra dos Farrapos, uma disputa épica travada entre a região gaúcha e o Império Brasileiro. Este pode ser um período mais delicado, já que a Revolução Farroupilha adquiriu aspirações separatistas ao longo do entrave.

    De toda forma, o desfecho desse cenário conflituoso resultou em uma vitória militar do Império Brasileiro, garantindo a união inalienável entre todas as futuras Unidades Federativas do país.

    Após esse período, Porto Alegre guiou uma jornada de autodesenvolvimento, assim como das civilizações ao seu entorno, tornando-se uma das cidades mais ricas, políticas, culturais e estabelecidas do país.

    Os principais pontos turísticos e culturais da cidade

    Agora, chega aquele momento tão esperado, em que descrevemos os principais cartões postais das cidades, locais e construções que concentram, de alguma maneira, toda a história daquilo que já foi e hoje é. Veja a nossa seleção de pontos turísticos da capital gaúcha!

    Pôr do Sol no Guaíba

    Simplesmente, um dos mais belos palcos naturais para presenciar o sol se despedindo de mais um dia. O reflexo do astro nas águas, enquanto mergulha no horizonte silencioso, proporciona uma visão peculiar e serena dessa cidade que, em contrapartida, é uma das metrópoles mais frenéticas de todo o Brasil.

    Mercado Público

    Como toda grande capital, Porto Alegre também conta com um Mercado Público que remonta ao seu passado mercantilista. A construção imponente mantém a arquitetura de outrora, já que sua inauguração ocorrera em 1869, centralizando e servindo como um ponto de abastecimento para toda cidade.

    O Mercado Público de POA já presenciou alguns altos e baixos, pois em 1912, no mesmo ano em que um segundo pavimento foi construído para dar conta da ascensão comercial, também ocorrera um incêndio, destruindo parte considerável da construção. A mesma tragédia se repetiu em 1976 e 1979. Atualmente, trata-se de um ponto tombado e certificado como Patrimônio Histórico e Cultural da civilização gaúcha.

    Brique da Redenção

    O espaço dedicado à manifestação artística da cidade consiste em uma grande feira, que reúne artistas independentes, artesãos, pintores e poetas vendendo seus trabalhos. O Brique da Redenção é um ponto que faz o casamento de um cenário arborizado com inúmeras obras de arte, famílias passeando e musicalidade ao fundo. A atração existe desde a década de 1980 como um polo da resistência cultural de Porto Alegre.

    A Rua mais bonita do Mundo

    O título pode soar pretensioso, mas é praticamente impossível não considerar a Rua Gonçalo de Carvalho como uma das mais belas que você já presenciou! Esta via conta com um cobertor arborizado por toda sua extensão, que remete aos cenários da literatura fantástica. O único toque de realidade nesse ponto fica por conta dos carros, que fazem questão de lembrar que estamos na era do concreto.

    Praça da Alfândega

    Essa praça corrobora uma das coisas mais distintas em Porto Alegre, frente a outras grandes metrópoles brasileiras: a importância que a política delega aos espaços públicos.

    São inúmeros parques, praças e ruas arborizadas que incentivam a todos saírem de casa e aspirarem a história e a natureza. A Praça da Alfândega é constituída por grandes prédios e polos históricos e, além de bela, sedia desde 1955 um evento tradicionalíssimo na cidade, a Feira do Livro.

    Os melhores bairros para morar em Porto Alegre

    Em se tratando de habitação, conhecer os melhores bairros sempre será uma informação fundamental no momento de conduzir suas pesquisas imobiliárias. Por isso, reunimos os principais bairros para se morar na capital gaúcha, apresentando as suas peculiaridades e virtudes. Acompanhe!

    Auxiliadora

    Trata-se de um dos bairros mais queridos de Porto Alegre, reunindo paisagens simpáticas, multiplicidade de opções gastronômicas e sede de um ostentoso templo católico, a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

    A região concentra pontos positivos para todas as idades, sendo um ambiente frutífero para aposentados, famílias e jovens universitários. Existem muitas escolas nos arredores, garantindo uma educação próxima e de ponta para as crianças. Sua localização é estratégica, vide a proximidade com o bairro central. O Auxiliadora conta com pouco mais de 9.500 habitantes.

    Centro Histórico

    Agora, um bairro que se pode dizer que divide opiniões. Isso acontece porque o Centro Histórico não é a região ideal para o cotidiano de uma família tradicional. Apesar de contar com o maior efetivo policial de toda a cidade, é o bairro com as maiores falhas na segurança pública.

    Talvez você possa se perguntar: mas então, por que está na lista? Bem, o Centro Histórico ainda consolida uma variedade gigantesca de entretenimento cultural, sendo uma parte viva da cidade.

    Para além disso, o lugar reúne características fundamentais aos jovens universitários que imigram a Porto Alegre, entregando um custo de vida baixo, boa localização, grande nível de serviços 24 horas e entretenimento boêmio.

    Definitivamente, não é o bairro mais familiar de todos, mas, com toda certeza, é uma das regiões mais características e peculiares da capital.

    Jardim Europa

    Esse bairro é um empreendimento imobiliário recente na paisagem de Porto Alegre e conta com um dos custos por metro quadrado mais altos em toda a cidade. Vale dizer que a região foi criada ainda em 2006, mas sua oficialização municipal só veio a acontecer em 2016.

    Essa região modelo é desenvolvida para consolidar o melhor da segurança e qualidade de vida, ao passo de que já oferece uma ampla gama de serviços comerciais e de entretenimento de alto padrão.

    No entanto, o bairro ainda engatinha no desenvolvimento de infraestrutura escolar que é, em realidade, um grande chamariz para as famílias que buscam uma opção completa na capital.

    Moinhos de Vento

    Um bairro nobre, com ampla variedade comercial e uma população estimada em pouco mais de 7 mil habitantes. Segue o padrão dos bairros distintos, reunindo segurança, infraestrutura e qualidade de vida.

    No entanto, o Moinhos se destaca por disponibilizar uma vida noturna mais plural, com opções boêmias, agitadas ou cult. Sendo assim, existe uma concentração de jovens no local, ainda que o bairro apresente 26% de idosos em sua população.

    Mont’Serrat

    Esse é um dos bairros mais distintos da cidade, pois conglomera todas as qualidades das demais regiões. Trata-se de um bairro nobre e com uma infraestrutura impecável, apresentando bastante contraste ao restante da capital. Essa região é quase que integralmente arborizada, entregando um bom cenário cotidiano, que equilibra os prédios residenciais com uma área verde tão bela quanto refrescante.

    Majoritariamente residencial e com uma população pouco acima dos 11 mil habitantes, a área traz bons índices de segurança pública, atraindo, então, casais, idosos e até mesmo empreendimentos que buscam a calmaria local, além da oportunidade de se posicionarem diante de um público consumidor de renda confortável.

    Menções honrosas

    Obviamente que não se pode condensar uma metrópole de quase 1.5 milhão de habitantes a apenas cinco bairros. Porto Alegre explode em vida cultural, escolar, familiar e hospitalar ao longo de toda sua extensão territorial. Por isso, elencamos outros bairros que se destacam no panorama da capital.

    • Bela Vista: nobre, seguro, gastronomicamente diverso e de arquitetura elegante;
    • Jardim Botânico: um dos bairros favoritos da capital, entregando os destaques de toda Porto Alegre com a melhor relação custo-benefício;
    • Menino Deus: charmoso, repleto de áreas verdes, escolas e com custo de vida equilibrado;
    • Petrópolis: nobre, seguro e com paisagens quase interioranas vide os casarões antigos, árvores e baixo trânsito;
    • Rio Branco: nobre, comercialmente diverso e repleto de clubes para todas as idades.

    Os principais motivos para morar na capital gaúcha

    O veredito final! Determinamos agora os principais motivos que justificam as mudanças dos futuros residentes de Porto Alegre. Veja quais são!

    Empregabilidade

    Essa pode não ser uma exclusividade de Porto Alegre, mas de todas as grandes metrópoles mundiais. Com uma população gigantesca, existe uma constante necessidade por inovações empresariais. Sendo assim, a capital é excelente para empreender e empregar.

    Localização

    A cidade detém uma posição geográfica especial, tanto para o próprio desenvolvimento quanto no desenvolvimento das regiões anexas. Afinal de contas, Porto Alegre faz divisa com nada menos do que cinco municípios da região metropolitana: Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Guaíba e Viamão.

    Lazer

    O real desafio é ficar entediado em Porto Alegre, pois você terá uma infinidade de opções para se entreter. A cidade segue os moldes de São Paulo, disponibilizando todo tipo de estabelecimento que você possa imaginar, como bares, pubs, clubes, cinemas, mostras culturais, parques, feiras, museus, teatros, pistas de automobilismo, entre outros. Existem opções para absolutamente todos os tipos de personalidades!

    Economia

    Apesar de o Estado do Rio Grande do Sul penar durante os últimos anos, trata-se de uma região com forte potencial de reação econômica. O mesmo vale para Porto Alegre que acaba norteando o desenvolvimento econômico da região sul do país.

    Portanto, POA continua sendo uma das melhores opções para empreender no país, reunindo características espetaculares na qualidade de vida com um grande, hábil e bem remunerado público consumidor.

    Futebol

    Aqui, um aviso válido aos futuros residentes: a cidade realmente tem um apreço pelo seu futebol. Porto Alegre é tomada pelo fanatismo durante os campeonatos regionais, nacionais e internacionais. Os dois times que põem combustível nessa paixão são o Grêmio e o Internacional.

    Vivendo em POA, você há de perceber que a cidade vira de cabeça para baixo quando um dos dois times está em uma situação de destaque, como quando está prestes a alcançar a vitória em um grande torneio. E quando ganham? Bem, aí a cidade “pira” de vez! Bandeiras estampam os veículos, que cruzam a vastidão da cidade com o hino do time vitorioso.

    Torcedores e cidadãos, devidamente uniformizados, enrolam-se na bandeira dos seus times e, munidos de suas cunhas de chimarrão, bradam o hino dos clubes a plenos pulmões, no beiral de suas sacadas. O futebol causa realmente uma histeria coletiva na cidade, algo positivo, belo e peculiar de se assistir.

    Como você pôde ver, Porto Alegre é uma daquelas cidades com uma identidade única. Os ares são realmente diferentes, tanto pela ampla arborização quanto pela peculiaridade na sua forma de funcionar. Uma metrópole grande, distinta, feliz e receptiva.

    Você gostou deste superguia sobre a cidade de Porto Alegre? Gostaria de receber mais conteúdos como este na sua caixa de entrada? Então, aproveite a oportunidade e assine a nossa newsletter!

    Encontre o imóvel ideal para comprar ou alugar com várias ofertas.