Os 7 pontos turísticos mais visitados de Curitiba

    Em Curitiba são várias as paradas obrigatórias para aqueles que vêm para a capital para passear. Confira os 7 pontos turísticos mais visitados de Curitiba.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 meses atrás

    Toda cidade tem aqueles pontos turísticos que todo mundo deve visitar pelo menos uma vez na vida.

    Em Curitiba, isso não é diferente, e são várias as paradas obrigatórias para aqueles que vêm à capital para passear ou que já têm um imóvel na cidade.

    Uma dica é você embarcar na Linha Turismo, uma linha de ônibus que passa por 24 pontos turísticos da cidade e permite um embarque e quatro reembarques sem a necessidade de nova passagem.

    Agora, para ajudar você a se planejar e a ter momentos de lazer com a família e os amigos, nós preparamos esse post com os 7 pontos turísticos mais visitados da cidade.

    Pegue seu caderninho, prepare a câmera fotográfica e divirta-se!

    1. Museu Oscar Niemeyer (MON)

    Museu Oscar Niemeyer

    Também chamado de “Museu do Olho” por conta do formato da sua construção, o MON é um ponto turístico que recebe visitantes durante o ano todo e em todos os dias do seu funcionamento

    O local é ponto de encontro de intelectuais e famílias que buscam conhecer o acervo do museu, que conta com obras de artistas como Poty Lazzarotto e Tarsila do Amaral.

    Mesmo assim, existem pessoas que se satisfazem somente por admirar a arquitetura e passear no grande jardim que cerca o espaço.

    O acervo do Museu do Olho conta com cerca de 2 mil obras e também abriga exposições de arte permanentes e temporárias.

    Interior do Museu Oscar Niemeyer

    Embora o formato do museu chame atenção, existe também uma construção anexa ao “olho” e que também faz parte do espaço cultural.

    As duas construções são ligadas por uma estrutura subterrânea e são palco de vários ensaios fotográficos.

    Aos domingos, várias famílias vão ao jardim do museu com seus pets. Esse espaço passou a ser chamado carinhosamente de Parcão e é parada obrigatória para os amantes dos animais.

    Parcão do MON

    Para incentivar ainda mais o consumo de arte e contribuir para a difusão da cultura, o Museu do Olho oferece a quarta gratuita, com entrada livre, e horário estendido às quintas-feiras, sem a necessidade de ingressos após as 18h.

    Aproveite para fazer uma refeição leve na charmosa cafeteria do local.

    Endereço: Rua Marechal Hermes, 999. – Bairro Centro Cívico.

    Telefone: (41) 3350-4400

    Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h. Às quintas, das 10h às 20h.

    2. Ópera de Arame

    Ópera de Arame

    A estrutura metálica foi erguida sobre um lago e é uma daquelas paisagens de arrancar suspiros.

    A Ópera de Arame é um espaço que recebe shows, performances e eventos para até 1600 pessoas, mas recebe visitas mesmo que nenhuma apresentação esteja programada.

    Interior da Ópera de Arame

    As suas paredes transparentes compõem um dos pontos turísticos mais emblemáticos da cidade.

    Além da construção, o espaço também oferece extensa área verde e lago para serem contemplados pelos visitantes.

    Ao lado da Ópera de Arame está o Espaço Cultural Paulo Leminski, que ajuda a compor o Parque das Pedreiras e também já foi cenário de grandes apresentações internacionais, como Paul McCartney, Ramones, Pearl Jam, Pixies, entre outros.

    Endereço: Rua João Gava, s/n°. – Bairro Abranches.

    Telefone: (41) 3354-4482

    Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 8h às 18h.

    3. Largo da Ordem

    Largo da Ordem

    O Largo da Ordem é o coração do Centro Histórico de Curitiba. Repleto de casarões que nos remetem ao século XVIII, o local é para obrigatória para turistas e nativos.

    A beleza dos calçadões e da arquitetura atrai as famílias que passeiam pelo espaço durante o dia, mas também é repleto de bares e restaurantes que ficam abertos até tarde da noite.

    É no Largo da Ordem que acontece a clássica Feira do Largo, ou Feirinha Hippie, como costuma ser chamada.

    Feirinha do Largo da ordem

    Ela é montada todos os domingos e oferece uma infinidade de produtos artesanais e opções gastronômicas, das tradicionais, como o pastel de feira, às comidas típicas, como o pierogi polonês e os tacos mexicanos.

    Funciona das 9h às 14h e é um convite e tanto para olhar o movimento durante a degustação de um chope alemão.

    Nos outros dias da semana, não deixe de dar uma garimpada nos sebos da região. Outra opção, também, é visitar o Memorial de Curitiba e a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, a primeira da capital.

    Endereço: Rua Kellers, s/n°. – Bairro São Francisco.

    Telefones e horários de funcionamento devem ser checados com os estabelecimentos da região.

    4. Jardim Botânico

    Jardim Botânico

    O Jardim Botânico é o ponto turístico mais visitado da cidade. É a parada preferida dos passageiros da Linha Turismo.

    Inspirada nos jardins franceses, o parque é um espaço de preservação ambiental e foi criado com a intenção de educar e conscientizar os visitantes a respeito da fauna brasileira e do meio ambiente.

    A grande estufa, símbolo da cidade, abriga diversos exemplares de plantas da Floresta Atlântica e servem como base de estudos no mundo inteiro.

    Jardim Botânico visão aérea

    Não deixe de conferir o Jardim das Sensações, um espaço que convida o visitante a reconhecer as plantas por meio do tato e do olfato.

    Endereço: Rua Engenheiro Ostoja Roguski, s/n°. – Bairro Jardim Botânico.

    Telefone: (41) 3264-6994.

    Horário de funcionamento: todos os dias, das 6h às 20h, no horário de verão, e até às 19h30 no horário convencional.

    5. Santa Felicidade

    Centro de Santa Felicidade

    Santa Felicidade foi uma colônia italiana formada por imigrantes no final do século XIX. As características europeias estão evidentes e o bairro atrai turistas durante o ano inteiro.

    Ligado ao Centro Histórico por meio da Avenida Manoel Ribas, o bairro é conhecido como principal atração gastronômica da cidade.

    Um dos restaurantes mais visitados é o Restaurante Madalosso, famoso por seu frango e polenta frita e conhecido como o maior restaurante da América Latina.

    Restaurante Madalosso

    Além da hospitalidade com o estômago, Santa Felicidade também é famoso por suas lojas de artesanato local e souvenires que não podem faltar na mala de viagens.

    Aproveite para degustar os vinhos produzidos pelos colonos e leve uma garrafa para a casa!

    Nas imediações, não deixe de visitar o Bosque São Cristóvão, um espaço de lazer e muito verde.

    Bosque São Cristovão

    Outra dica é conhecer a Igreja Matriz de São José, a mais importante da região. A construção chama atenção pelas características do romantismo e que lembram as capelas da Itália e do Vaticano.

    Endereço: o portal fica na Avenida Manoel Ribas, s/n°. – Bairro Santa Felicidade.

    Telefones e horários de funcionamento devem ser checados com os estabelecimentos da região.

    6. Parque Barigui

    Lago do Parque Barigui

    Equivalente ao Parque do Ibirapuera em São Paulo, o Parque Barigui é um espaço de grande área verde e frequentado por esportistas e pessoas que procuram relaxar.

    Suas pistas planas favorecem a prática de esportes como corrida, ciclismo, patins e caminhadas.

    Se você preferir descansar, uma dica é sentar na grama à beira do lago e observar as capivaras que costumam dar o ar da graça. Não se esqueça de deixar sua câmera sempre à mão!

    Para aproveitar um tempo em família, uma dica é chegar cedo e conseguir reservar uma das churrasqueiras espalhadas pela mata.

    Capivaras do Parque Barigui

    Aos finais de semana, é comum que as pessoas lotem as lanchonetes e restaurantes no local, principalmente quando o tempo em Curitiba colabora e o sol se faz presente.

    O espaço também é local de diversos eventos para a família, como yôga em grupo, atividades para as crianças e até shows musicais.

    Endereço: Avenida Cândido Hartmann, s/n°. – Bairro Santo Inácio.

    Telefone: (41) 3339-8975.

    Horário de funcionamento: ininterrupto.

    7. Parque Tingui

    Parque Tingui

    Se você quer respirar ar puro e aproveitar para aumentar sua bagagem cultural, a dica é visitar o Parque Tingui.

    Logo na entrada, você encontra o portal de entrada e uma estátua em bronze do Cacique Tindiqüera, da tribo tingüi, que dá nome ao parque e que habitava os entornos da região.

    O gramado é a margem de uma parte do Rio Barigui e atrai famílias, grupos de amigos e casais que querem descansar em meio à natureza.

    Para completar a diversão, o parque dispõe de playground, ciclovia, pista de corrida e churrasqueiras.

    Além do lago e da extensa área verde, o parque abriga o Memorial Ucraniano, inaugurado em 1995 em homenagem ao centenário da chegada desses imigrantes à cidade de Curitiba.

    É na casa de construção típica que fica a lojinha de lembranças da cidade e outros produtos artesanais.

    No palco é frequente a apresentação de danças folclóricas, que ajudam a difundir a cultura ucraniano na cidade e fazem qualquer um se apaixonar pelo país mesmo de longe.

    Não deixe de conferir a réplica da capela ucraniana de São Miguel. A igreja verdadeira fica em Mallet, no Paraná, e é uma das mais antigas do país.

    Endereço: Avenida Fredilin Wolf, s/n°. – Bairro São João.

    Telefone: (41) 3350-9630.

    Horário de funcionamento: ininterrupto.

    Não importa se você é turista, se procura um imóvel em Curitiba ou se já mora na cidade: o que vale é não deixar de visitar os lugares mais bacanas da cidade.

    Como você pôde ver, Curitiba é repleta de opções de lazer para todos os gostos, não é mesmo?

    Aproveite os dias de descanso e escolha seus próximos passeios em família. E você? Tem um ponto turístico preferido? Deixe seu comentário e conte para a gente!

    Encontre o imóvel ideal para comprar ou alugar com várias ofertas.