Sonho da casa própria! Como comprar um imóvel com o FGTS?

    Mas você sabe como comprar um imóvel com o FGTS? Continue a leitura e descubra como usar esse recurso para esse fim e tire todas as suas dúvidas!

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão9 meses atrás

    O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, mais conhecido pela sigla FGTS, é um recurso que as empresas são obrigadas por lei a recolher, como uma espécie de poupança destinada aos seus funcionários.

    A partir do momento em que um colaborador é contratado, é criada, automaticamente, uma conta na Caixa Econômica Federal vinculada ao empregador e ao funcionário.

    No início de cada mês, a empresa deve depositar nessa conta um valor equivalente a 8% do salário do trabalhador, como um seguro para o caso de demissão sem justa causa.

    O trabalhador não tem acesso direto a essa poupança e o montante recolhido é administrado pelo banco até o momento de ser utilizado.

    O mais comum é que o funcionário retire o saldo do seu FGTS na rescisão do contrato de trabalho, quando é dispensado pela empresa, sem justa causa. Também é possível usar o fundo para comprar um imóvel, sendo essa uma das destinações mais usuais.

    Mas você sabe como utilizar o FGTS para comprar a tão sonhada casa própria?

    Continue a leitura e descubra como usar esse recurso para esse fim e tire todas as dúvidas sobre as regras para liberação do fundo!

    Situações nas quais você pode usar o FGTS para comprar um imóvel

    Abaixo explicamos em que situações é possível contar com o saldo do FGTS para financiar a casa própria.

    Construção ou compra de um imóvel

    O uso do FGTS para a aquisição de um imóvel oferece algumas alternativas. Você não precisa usar o FGTS apenas para comprar imóveis já construídos.

    Você pode investir o fundo na própria construção. Em ambos os casos, há a liberdade de usar o valor somente na entrada de uma compra parcelada.

    Amortização ou quitação de débitos

    Nesses casos, as dívidas em questão precisam ser geradas após a assinatura de um contrato reconhecido pelo sistema financeiro de habitação (SFH).

    Pagamento parcial do valor de cada mensalidade de compra do imóvel

    Desde que o contrato de aquisição seja gerido pelo SFH, é igualmente possível reduzir o valor de cada prestação por até cerca de 80%. Esse abatimento pode ser mantido por um período de 12 meses sequenciais.

    Regras para utilizar o FGTS na aquisição de um imóvel

    Para usar o FGTS é necessário cumprir alguns critérios:

    • possuir registro de, ao menos, 3 anos na carteira de trabalho — esse período de contratação não precisa ser em anos consecutivos. Logo, o trabalhador pode ter, por exemplo, registro nos anos de 2005, 2008 e 2011;
    • ter uso livre para contratos regidos pelo SFH — o interessado em usar o FGTS na compra da casa própria não pode manter dois financiamentos ativos no referido sistema, mesmo que os imóveis estejam em cidades ou estados diferentes;
    • é preciso morar ou trabalhar na mesma cidade em que deseja comprar a casa ou apartamento.

    O imóvel desejado também deve preencher alguns pré-requisitos, como estar situado em uma área urbana, ser do tipo residencial e destinado à habitação do próprio comprador.

    Portanto, não é possível usar o FGTS para comprar imóveis comerciais ou fazer investimento imobiliário residencial.

    Além disso, as movimentações financeiras dos últimos 3 anos referentes ao apartamento ou casa escolhido precisam ser destituídas do uso do FGTS.

    Por fim, o valor máximo de avaliação do imóvel localizado nos estados de Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo não deve ultrapassar o valor de R$ 950 mil. Nos demais estados da federação, esse limite é um pouco menor: R$ 800 mil.

    Documentação necessária para utilizar o FGTS

    Naturalmente, também é exigida uma documentação básica para usar o fundo. Caso você esteja interessado, precisa apresentar:

    • extrato do FGTS;
    • carteira de trabalho;
    • certidão de nascimento ou de casamento;
    • CPF; 
    • RG;
    • comprovante de endereço;
    • certidão de matrícula do imóvel, devidamente acompanhada de uma cópia do IPTU quitado — o FGTS só pode ser usado para a compra de imóveis em situação tributária regular.

    Caso surja alguma dúvida relacionada aos documentos mencionados, você pode, sempre que quiser, consultar o agente financeiro envolvido na negociação, bem como os corretores.

    Restrições ao uso do FGTS

    Algumas condições restringem o uso do FGTS para a compra de imóvel. O valor é apenas um dos detalhes que devem ser observados. O fundo não pode ser usado, por exemplo, em transações que envolvam terrenos com uma construção iniciada.

    O recurso também não é liberado para os gastos com materiais de construção ou destinados à reforma ou expansão de um imóvel.

    Por fim, o saque do FGTS não pode ser destinado à aquisição de imóveis de parentes ou cônjuges.

    Cuidados na hora usar o FGTS para comprar um imóvel

    Além dos cuidados com as regras e documentação exigida, é preciso ficar atento a detalhes que podem comprometer o sucesso da compra da casa própria e acabar causando grandes problemas.

    Por se tratar de uma transação extremamente delicada, a compra da casa própria deve ser feita com bastante cautela. Lembre-se que levou algum tempo para acumular o montante do FGTS. Assim, o ideal é ter atenção redobrada antes de pensar em fechar um negócio dessa magnitude.

    Considere a consultoria de especialistas

    Para não cometer erros, é aconselhável a consultoria de especialistas, principalmente se o comprador não tiver experiência com transações imobiliárias.

    Faça um bom planejamento financeiro

    Simultaneamente a isso, é preciso traçar um bom mapeamento da vida financeira. Em boa parte dos casos, a compra do imóvel envolve financiamentos de longo prazo, que vão comprometer parte da renda até a quitação, exigindo ajustes no orçamento familiar.

    Fique atento na escolha do corretor imobiliário

    A escolha do corretor imobiliário deve ser tão cuidadosa quanto a seleção do imóvel. Uma dica simples e imprescindível é consultar o registro do profissional no conselho regional de corretores de imóveis (CRECI). Sem essa identificação, o corretor sequer tem autorização para realizar esse tipo de transação.

    Acompanhe a vistoria do imóvel

    Uma vez que o imóvel tenha sido escolhido, ele deve ser submetido a uma vistoria. O processo precisa ser feito por um engenheiro ou arquiteto indicado pela Caixa Econômica Federal ou pelo agente financeiro responsável pela transação.

    Quando é possível usar o FGTS para comprar um segundo imóvel

    Existe a possibilidade de adquirir um segundo imóvel com o uso do FGTS, já que o fundo pode ser usado mais de uma vez.

    Porém, o primeiro imóvel precisa estar quitado e apresentar uma localização que não faça divisa com a mesma área do segundo imóvel desejado.

    O uso do FGTS para comprar um imóvel está relacionado a uma série de detalhes. Ainda assim, esse é um recurso que pode ser muito vantajoso na compra da casa própria. Basta ficar atento a cada uma das exigências e cuidados antes de fechar o negócio!

    Esperamos que nosso artigo tenha esclarecido suas dúvidas. Seguindo essas orientações, certamente você reduz o risco de transformar o sonho da casa própria em um pesadelo.

    Confira neste infográfico 3 erros para não cometer na hora de comprar seu imóvel

    Aproveite o momento e leia também nosso guia de compra de imóveis!