Cuidados na hora de alugar um imóvel: confira passo a passo!

    8 atitudes inteligentes a ser tomadas antes de alugar uma casa ou um apartamento. Você precisa estar atento, porque o verdadeiro dono do local não é você.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão6 meses atrás

    8 atitudes inteligentes a ser tomadas antes de alugar uma casa ou um apartamento.

    Quando o assunto é imóveis para alugar, você sempre precisa estar atento, principalmente porque o verdadeiro dono do local não é você. 

    É por isso que, além de ter que poder garantir que nenhum dano irá acontecer à propriedade, você também precisa estar vigilante quanto aos seus direitos legais como inquilino. 

    Para te ajudar no processo de locação, aqui estão alguns cuidados que você pode tomar na hora de alugar um imóvel.

    Foto: Pexels

    1. Inspecione a propriedade

    Após a sua pesquisa por imóveis para alugar e a escolha da propriedade que você quer, o primeiro passo é ligar para o proprietário e pedir a ele para visitar o local. 

    Foto: Pexels

    Na visita, você deve inspecionar:

    • Sistema de água;
    • Unidades de ar condicionado;
    • Fechaduras das portas e janelas;
    • Encanamento (certifique-se de que os sanitários estão nivelados);
    • Entre outros. 
    Foto: Pexels

    Certifique-se de perguntar ao corretor de imóveis ou ao dono da propriedade sobre a manutenção da casa e há quanto tempo ocorreu essa manutenção. 

    Acredite: você não vai querer alugar uma casa com problemas de encanamento ou de aquecimento durante o inverno.

    2. Leia com cuidado todo o seu contrato de aluguel antes de assiná-lo

    Muitos proprietários de casas de aluguel costumam acrescentar ao contrato de locação cláusulas extras.

    Apesar de não serem legalmente exigidas pelas leis brasileiras, tornam-se juridicamente vinculantes quando o contrato é assinado por ambas as partes. 

    Foto: Pexels

    Se você está preocupado com o fato do seu contrato poder ser injusto com você (por exemplo, o proprietário exigindo que você faça inspeções de propriedade toda semana), você pode procurar um advogado especializado em relações entre locador e inquilinos para lhe ajudar a atenuar essas cláusulas contratuais.

    3. Não tenha medo de questionar quaisquer termos e condições com os quais você não esteja satisfeito

    Você tem todo o direito de contestar os termos e condições com os quais não esteja satisfeito, mas isso deve ser feito antes de você assinar o contrato de locação. 

    Isso também pode se aplicar às obrigações de reparo do locador (como consertar uma porta de armário quebrada, por exemplo). 

    Foto: Pexels

    Muitas obrigações de reparo são requisitos legais, mas outras não passam de uma exigência pessoal do proprietário. 

    Nesses casos, se o locador não mudar o termo ou condição contestada, o melhor a se fazer é procurar outro imóvel para alugar. 

    4. Assinou o contrato? Peça para inspecionar a propriedade novamente antes de se mudar

    Uma vez que o contrato seja finalizado e acordado tanto pelo proprietário como pelo inquilino, você pode pedir para ver a propriedade novamente

    Quando estiver no imóvel, tire fotos e documente qualquer tipo de dano que você vir. 

    Se houver pequenos buracos nas paredes, por exemplo, tire uma foto e informe o proprietário por escrito. 

    O locador pode ou não consertar o dano antes de você se mudar. 

    Foto: Pexels

    No entanto, é importante informar isso ao proprietário antes de se mudar para o local, caso contrário ele poderá responsabilizar você pelos danos e usar o dinheiro do seu depósito para repará-los.

    5. Procure ser educado durante todo o processo

    Quem quer alugar apartamento deve buscar estabelecer, desde o primeiro contato, um bom relacionamento com o proprietário do imóvel. 

    Isso não significa que você precise ser o melhor amigo dele, mas você também não quer, claro, que ele te odeie. 

    Foto: Westend61 / Getty Images

    Um locador descontente pode ser difícil de lidar durante a duração do seu contrato de aluguel. 

    É por isso que é sempre bom procurar ser gentil e respeitoso com ele. Se quiser ir além, você pode até enviar cartões de lembrança durante as férias. 

    Um proprietário feliz pode responder mais rapidamente a qualquer reparação de emergência. 

    Mesmo se você se comunicar apenas com o gerente da propriedade, é essencial estabelecer um bom relacionamento com ele também.

    6. Conheça os seus vizinhos 

    Os seus vizinhos podem conhecer o proprietário e os inquilinos anteriores. 

    Pode ser importante aprender sobre a história do locador com outros inquilinos, especialmente se o proprietário falhar consistentemente em reparar a propriedade.

    Conversar com os vizinhos na hora de alugar uma propriedade também te ajuda a saber sobre o índice de violência na área. 

    Por isso, não deixe de perguntar a eles se incidentes criminais já ocorreram no imóvel ou nas proximidades. 

    É melhor você descobrir agora que a área onde fica o imóvel é perigosa do que depois de ter pago o depósito do aluguel.

    7. Tenha todos os acordos registrados por escrito

    Se você quer alugar apartamento de uma pessoa ou de uma empresa, saiba que, em ambos os casos, o contrato assinado é o que rege a locação, portanto seja cauteloso em confiar em promessas orais que se afastam dos termos contratuais. 

    Certifique-se de que o contrato seja claro sobre as obrigações de cada parte. 

    Você é responsável por cortar a grama ou levar o lixo para fora? 

    Quantas pessoas podem ocupar a casa? 

    Uma documentação também deve ser feita de toda a comunicação que você tiver com o locador. 

    Foto: Pexels

    E-mails e mensagens de texto são boas maneiras de documentar as correspondências. 

    Mesmo se você tiver um bom relacionamento com o proprietário, você deve sempre tomar as medidas necessárias para se proteger caso ele não se mostre ser uma pessoa honesta no futuro. 

    Lembre-se de que promessas verbais são difíceis de se provar no tribunal.

    8. Considere adquirir um seguro fiança 

    O seguro fiança é muito prático, pois tem a mesma vigência do aluguel e, às vezes, pode até ser uma boa forma de agilizar a aprovação de contratos de locação.

    Esse seguro é contratado pelo inquilino e tem como objetivo garantir ao proprietário do imóvel o pagamento do aluguel devido no caso do morador, por algum motivo, não puder pagar. 

    Também é possível contratar coberturas adicionais para outras taxas referentes ao imóvel, como IPTU, condomínio, água ou luz, por exemplo. 

    Inclusive, é possível até cobrir despesas com ações de despejo e honorários advocatícios.

    Foto: Pexels

    Não bastasse isso, algumas seguradoras atualmente nem estão exigindo fiador, e tampouco que você precise desembolsar um valor como caução na hora de alugar. 

    É, de fato, uma alternativa que tem sido muito procurada, tanto por inquilinos como por proprietários de casas de aluguel.

    E aí, gostou das dicas? Então compartilhe o post nas suas redes sociais!