Saiba aqui como fazer um checklist para vistoria de imóvel

Você sabe quais os critérios na elaboração de um checklist para vistoria de imóvel? Pensando nesse cuidado aos futuros proprietários, confira este post!

Chaves na MãoPor : Chaves na Mão2 meses atrás

Geralmente, as mudanças costumam ser um tanto estressantes. Isso se deve a transporte dos itens, transtornos documentais e outras dificuldades e situações passadas nesses momentos.

No entanto, você tem dado a atenção necessária à etapa que antecede a mudança?

Seja na compra, seja no aluguel: você sabe quais critérios considerar na elaboração de um checklist para a vistoria do imóvel? Pensando nesse cuidado comum a futuros inquilinos e proprietários, escrevemos este post!

Caso não saiba, a vistoria é uma etapa fundamental do processo imobiliário.

Apenas com uma análise minuciosa, você encontrará defeitos ocultos no imóvel, podendo trazer isso à luz da discussão com a parte negociadora.

Portanto, é fundamental que a vistoria não seja negligenciada: esse procedimento evita estresse pós-mudança para um imóvel alugado ou arrependimento depois de uma compra malsucedida. Acompanhe!

Quais critérios considerar em um checklist para vistoria de imóvel?

As mudanças são momentos de certa bagunça e transtorno, mas todos concordamos que isso não precisa ser intensificado. Portanto, a melhor forma de evitar dores de cabeça — além do necessário e previsto — é ter plena consciência das condições do futuro imóvel.

Nas duas circunstâncias — compra e locação —, você precisa dar atenção à vistoria. Supondo que você nunca tenha passado por um imbróglio com alguma imobiliária, imagine a seguinte situação: você aluga o imóvel confiando exclusivamente na vistoria deles, ignorando a sua. Depois de apenas três dias, o encanamento da cozinha estoura.

checklist para vistoria de imóvel

Agora, considere a dificuldade em solicitar a manutenção e o custeio, em nome do proprietário ou da imobiliária. Uma vez mais tendo assinado a vistoria preliminar deles, como você comprovará sua isenção de responsabilidade, tendo confirmado e confiado cegamente na integridade do imóvel?

O mesmo vale para um imóvel comprado. Feita a transferência de titularidade, não somente os débitos tributários, mas todo o gasto de manutenção é de responsabilidade exclusiva do novo dono.

A essa altura, você já oficializou a transferência do imóvel em cartório. E então, vai entrar na justiça exigindo a retratação dos custos? É o justo e correto, mas evidentemente demorado.

Portanto, para evitar todos os inconvenientes listados acima, dedique-se a uma inspeção cuidadosa do imóvel.

É fato que, tanto a locação como a compra imobiliária, costumam ser nubladas por emoções, mas você precisa manter a cabeça no lugar, enxergando as entrelinhas e evitando problemas.

Confira, agora, os principais critérios que demandam a sua atenção durante a sua vistoria pessoal!

1. Verificar o funcionamento de portas e janelas

Vamos lá! Hora de bancar a(o) detetive, buscando defeitos, em vez de pistas. Portas e janelas merecem atenção especial, pois, a depender da configuração do imóvel, são fundamentais à sua segurança, principalmente em casas ou apartamentos térreos. Portanto, olho atento à qualidade e à eficiência das trancas e fechaduras.

checklist para vistoria de imóvel

Também é importante analisar a conservação desses itens. Por exemplo, portas e janelas de madeira são propensas ao desgaste acelerado por cupins, prejudicando sua utilização. E se lembre de checar a vedação: verifique se as aberturas possuem bom isolamento.

2. Analisar instalações elétricas e hidráulicas

Ambos os sistemas — elétrico e hidráulico — demandam muita atenção na fase pré-compra ou locação. Iniciando pela parte elétrica, teste o funcionamento de todas as tomadas utilizando uma chave de tensão ou o carregador do seu celular.

Dê atenção também a todos os interruptores, identificando o funcionamento de lâmpadas e ventiladores, observando lentidão no acendimento ou piscadas intermitentes, que são sinais de falhas.

Na parte hidráulica, você precisará de um pouco mais de esforço: verifique o fluxo das torneiras, analise se existem barulhos de obstrução no encanamento, veja se há dificuldade na vazão da descarga, entre outros.

Por fim, verifique o item do imóvel que integra os dois sistemas, elétrico e hidráulico: o chuveiro. Observe questões como a vazão de água e o funcionamento termal — esquentando e esfriando adequadamente.

checklist para vistoria de imóvel

Um aspecto importante é que algumas imobiliárias ou proprietários mostram os imóveis com os sistemas elétricos e hidráulicos congelados, na intenção de evitar gastos durante a ociosidade do imóvel.

Gentilmente, solicite a ativação dos sistemas para a sua vistoria. Se você não tem condição de testar algo, não deve se comprometer a comprar ou locar o imóvel.

A lógica é simples: não assine termos com condições que você não testemunhou!

3. Observe o assentamento dos pisos

Esse costuma ser um item negligenciado, afinal de contas, não é comum darmos atenção para aquilo que poucos vemos. Por isso, é natural que a nossa atenção priorize as coisas que estão no nosso campo de visão habitual, cerca de um metro abaixo e acima da altura dos olhos.

Mas pisos mal posicionados são muito propensos a trincas pequenas ou rachaduras completas. Alguns imóveis possuem azulejos antigos, fora de fabricação.

Já cogitou o horror de precisar arcar com a reposição completa das lajotas, apenas por não encontrar aqueles azulejos específicos?

checklist para vistoria de imóvel

O teste de vistoria é simples: pegue vassoura, rodo, apoio de janela ou qualquer outra barra longilínea, de madeira ou metal. Então, bata levemente nas lajotas.

Pisos bem posicionados emitirão batidos secos, referentes do contato imediato com a laje sob o azulejo. Quando mal assentados, o barulho será oco, denotando a presença do ar entre as duas camadas.

4. Analisar detalhadamente as dimensões

O que poucos consumidores sabem é: durante a compra de um imóvel novo, você estará resguardado em relação às medidas anunciadas pela construtora, judicialmente. Utilizando uma trena, você poderá aferir as medidas dos cômodos.

Se houver irregularidade superior a 5% entre as dimensões anunciadas e aquelas aferidas na vistoria, você terá três opções, como previsto no Art. 500 do Código Civil, solicitando:

  1. a complementação estrutural do imóvel;
  2. a rescisão contratual;
  3. o abatimento proporcional no débito.

Pronto! Essas devem ser as suas principais preocupações na vistoria preliminar de um imóvel. Inclusive, tornamos a ressaltar: todo trato assinado e oficializado apresenta enorme dificuldade de retratação.

Portanto, ao notar algum problema, não se afobe. Evite assinar algo que não concorda! Apresente os defeitos à imobiliária, exigindo nova vistoria que reconheça as mazelas ou a manutenção pré-contratual.

Gostou dessas dicas para fazer uma checklist da vistoria do imóvel?

Então, aproveite para compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais.

Assim, seus amigos não passarão dificuldades durante essa etapa imobiliária!

Relacionadas

Encontre o imóvel ideal para comprar ou alugar com várias ofertas.