Como escolher a categoria do carro e moto

Para acertar na escolha do veículo, entenda as diferenças entre as categorias de carros e motos
2 O comprador consciente não orienta sua escolha apenas pela opinião dos outros - ele primeiro avalia as
próprias preferências e necessidades para escolher a melhor categoria de carro ou moto.
Categorias de veículos e suas diferenças

Categorias de veículos e suas diferenças

Confira uma seleção das principais categorias de carros e motos. Depois de aprender as diferenças entre os modelos, ficará mais fácil para você acompanhar os lançamentos e as tendências do mercado de veículos

Tipos de Carros

Podemos classificar os carros de diversas maneiras. Podemos separá-los pela estrutura, pela finalidade, pela quantidade de portas, pelo tipo e potência do motor ou pelo tipo de combustível com que operam. Em nosso guia de categorias de carros, escolhemos aquelas que diferenciam os carros quanto a sua estrutura e finalidade.

Estude cada categoria e defina qual ou quais são as mais adequadas para suas necessidades. A próxima etapa é encontrar os modelos de veículos dentro dessas categorias e avaliar opções de compras à vista ou a prazo, pelas diversas modalidades de financiamento disponíveis.

  • Sedã, Sedan ou 3 Volumes
    Audi A3 BMW M3 Chevrolet Prisma Citroen C4 Fiat Siena Ford Fiest Ford Focus Grand Siena Honda Accord Honda Civic Hyundai HB20 Renault Logan Volkswagen Voyage

    A palavra sedã vem de sedan, categoria de veículos também conhecida como 3 volumes, turismo ou berlina. Os carros sedã possuem duas fileiras de bancos e um compartimento traseiro para bagagem ou transporte de mercadorias. A principal característica do sedã é oferecer mais espaço para os ocupantes da fileira de bancos traseira.

    Há carros sedã que são considerados hatchback. A diferença é que no sedã comum a tampa traseira do porta-malas não inclui o vidro traseiro, o que ocorre nos hatchback. Outro tipo de sedã é o 2 volumes e meio, no qual o teto faz uma curva suave para se unir à tampa traseira (sem ângulos retos).

    • Exemplos de carros sedãs compactos:

      Hyunday HB20S, Ford New Fiesta Sedan, Renault Logan, Toyota Etios Sedan, Chevrolet Prisma, Fiat Siena, Volkswagen Voyage, Chevrolet Classic, Honda City, Chevrolet Cobalt, Volkswagen Polo Sedan e Jac J3 Turin.

    • ..
    • Exemplos de carros sedãs médios:

      Renault Fluence GT, Kia Cerato, Nissan Sentra, Honda Civic, Hyundai Elantra, Toyota Corolla, Honda Civic, Nissan Sentra, Chevrolet Cruze e Volkswagen Jetta.

    • Exemplos de carros sedãs grandes:

      Ford Fusion, Hyundai Azera, Peugeot 508, Honda Accord, Subaru Sedan WRX, BMW 320, BMW 328, Mercedes-Benz Classe C180, Mercedes-Benz C250 e Audi A4.

  • Hatch, Hatchback ou 2 Volumes
    Chevrolet Onix Citroen DS3 Fiat Bravo Fiat Punto Ford Fiesta Hyundai HB20 Hyundai i30 Renault Sandero Volkswagem Golf GTI

    O que caracteriza um hatch ou hatchback é a separação visível do carro em 2 volumes: o compartimento do motor e da cabine (aonde ficam os passageiros) e o compartimento do porta-malas. A diferença entre um hatch e um sedã é que no sedã dá para perceber, por fora, a separação entre o porta-malas e a cabine, pois quando o teto da cabine termina há uma angulação brusca que marca o início do porta-malas.

    • Exemplos de carros hatches compactos:

      Ford Fiesta e New Fiesta, Hyundai HB20, Peugot 208, JAC J3, Ford New Fiesta, Chevrolet Onix, Volkswagen Fox e CrossFox e Renault Sandero.

    • Exemplos de carros hatches médios:

      Fiat Punto, Ford Focus, Volkswagen Golf, Chevrolet Cruze Sport6 e Fiat Bravo.

    • Exemplos de carros hatches grandes:

      Volkswagen Golf GTI, Citroen DS3 e Hyundai i30.

  • Cupê, Cabriolet ou Esportivo
    Audi TT BMW M4 Chevrolet Camaro Mercedes Benz SLK Mini Cooper S Volkswagen CC Volkswagen New Beetle

    São os modelos esportivos, com motores mais potentes e um espaço maior para o motor e os passageiros da frente. Geralmente há pouco ou nenhum espaço para a segunda fileira de passageiros e o porta-malas é mediano.

    São carros desenvolvidos para oferecer desempenho, luxo e conforto para até 2 ocupantes.

    • Exemplos de carros esportivos:

      Mercedes-Benz C180 Coupé, Mini Cooper Roadster e Volkswagen Fusca, Chevrolet Camaro, Mercedes-Benz SLK, Audi TT, Volkswagen CC e BMW M4.

  • Van ou Furgão

    A palavra van vem de caravan, nome dado às antigas carruagens utilizadas no Velho Oeste norte-americano. São carros destinados ao transporte de mercadorias, e para isso têm um grande baú na parte traseira.

    A suspensão é mais elevada e há um reforço nos eixos traseiros, para dar mais suporte à carga. Geralmente não há muito conforto para passageiros, pois o foco é no transporte de cargas.

    Existem vans de todos os tipos e tamanhos. A Kombi, por exemplo, é um tipo de van, bem como a Towner e Sprinter.

    • Exemplos de carros vans ou furgões:

      Renault Master, Fiat Ducato, Hyundai HR, Kia K2500, Iveco Daily, Fiat Fiorino, Renault Kangoo, Fiat Doblo Cargo, Chana SC, Kombi, Towner e Sprinter.

  • Monovolume, Minivan ou MPV

    Nessa categoria de carro não há separação visível, por fora, entre o compartimento do motor e a cabine de passageiros.

    Esses carros têm a finalidade de transportar passageiros com mais conforto, ao mesmo tempo em que oferecem um porta-malas grande e de fácil acesso. Seu design aproveita bem o espaço interno sem parecer, por fora, um carro grande ou comprido - o que acontece com os grandes sedãs.

    São carros grandes e robustos, bastante utilizados por famílias grandes e por empresas no transporte de pessoas e suas bagagens.

    • Exemplos de carros monovolumes ou Station:

      Citroen DS5, Mercedes C180 Touring, JAC J6, Honda Fit, Chevrolet Spin, Honda Fit, Fiat Idea, Fiat Doblo, Nissan Livina, Citroën C3 Picasso, Chrysler Town & Country e Kia Carnival.

  • Utilitário, Picapes ou Pick-up

    O utilitário é o carro que serve tanto para transportar pessoas como mercadorias. Em geral possuem a carroceria aberta, mas podem ter uma cobertura ou uma capota traseira adaptada. Alguns carros utilitários possuem ainda cabine estendida, dando espaço a mais uma fileira de bancos na parte de trás.

    São veículos grandes e resistentes, muito utilizados no meio rural porque foram desenvolvidos para suportar terrenos irregulares e condições adversas de direção.

    • Exemplos de carros picapes pequenas:

      Fiat Strada, Volkswagen Saveiro, Chevrolet Montana, Hafei Mini e Ford Courier.

    • Exemplos de carros picapes grandes:

      Toyota Hilux, Ford Ranger, Mitsubishi L200, VW Amarok e Chevrolet S10.

  • Utilitário Esportivo ou SUV

    Os utilitários esportivos ou sport utility vehycles (SUV) possuem porta-malas cobertos (diferente dos utilitários originais) e integrados à estrutura da carroceria, porém são projetados para além do eixo traseiro.

    São bastante utilizados no meio urbano, pois têm a potência e a força dos utilitários mas com uma aparência menos impositiva. São vendidos também como carros para aventureiros usar na cidade ou em escapadas para o campo ou praia.

    • Exemplos de carros SUVs:

      Toyota RAV 4, Hyundai ix35, Kia Sportage, Peugeot 3008, Honda CR-V, Honda HR-V, Renault Duster, Hyundai Tucson, Ford Ecosport e Mitsubishi Oulander GT.

  • Jipe ou Jeep

    O jipe também é um tipo de carro utilitário. São altos, robustos, com motor potente, traçados nas quatro rodas e com acessórios mais resistentes a choques e colisões, características herdadas do uso dessa categoria em campos de batalha.

    Costumam ter maior autonomia, maior tanque de combustível e acessórios offroad como faróis auxiliares, paralamas maiores, guincho de reboque frontal ou até mesmo traseiro, além de barras na carroceria para fixar objetos e transportar pessoas. O termo jipe vem de Jeep, o nome da marca que inaugurou a categoria.

    • Exemplos de jipes:

      os modelos da marca Jeep como Grand Cherokee, os Trollers e as Hummers.

  • Perua, Station Wagon (SW), Wagon ou Break

    Assim como os hatches, as peruas são divididas em 2 partes: o motor e a cabine. A diferença é que as peruas possuem um porta-malas maior e de fácil acesso. A janela traseira compõe a tampa do porta-malas - essa é a característica principal das peruas ou station wagons.

    São vendidos como carros para a família, ideias para o transporte confortável de pessoas. Podem ser utilizados em viagens de longa duração pois além de oferecer maior comodidade para os ocupantes, tem um porta-malas que dá conta do recado.

    • Exempos de carros Station Wagon:

      Fiat Palio Weekend, Volkswagen SpaceFox, Volkswagen Space Cross, Volkswagen Golf Variant, Audi A4 Avant e Volkswagen Jetta Variant.

  • Crossover

    Os crossovers são veículos construídos em um chassi de carro, mas com elementos esportivos ou de SUVs. Dessa forma ele combina elementos das duas categorias: a dirigibilidade, economia de combustível e conforto de passageiros dos carros hatches; com um ponto de gravidade mais alto, motor mais potente e design esportivo das SUVs.

    • Exemplos de carros Crossover:

      Volvo V60, Subaru XV, Ford Edge, Chery Tiggo, Ford EcoSport, Hyundai Tucson, Kia Soul, Lifan X60, Mitsubishi TR4, Renault Duster, Suzuki Grand Vitara, Suzuki SX4 e Chevrolet Tracker.

Tipos de motos mais comuns

As diferenças entre motos estão nos tipos de acabamento e carenagem, potência do motor, tamanho e estilo das rodas, equipamentos adicionais, posição do piloto, centro de gravidade e distância entre as rodas.

A seguir você confere algumas informações sobre os tipos de motos mais comuns no Brasil e os mais encontrados nos sites de compra e venda de motos.

  • Street

    Motos leves, rápidas e resistentes, vendidas a partir de 100cc (cilindradas). É comum encontrarmos motos Street entre 100cc e 250cc. Quando são mais potentes do que isso, geralmente se enquadram na categoria Sport.

    As motos Street são as mais populares entre os brasileiros. Bastante utilizadas para o uso nas grandes cidades devido ao seu bom rendimento de combustível e sua facilidade de direção.

    Como são modelos de maior saída, costumam ter um custo menor de manutenção, com peças fáceis de serem encontradas e substituídas.

    • Exemplos de motos Street:

      Dafra Speed 150, CBX 200 Strada e a CBX 250 Twister, Kasinski Comet 250, Yamaha YS 250 Fazer e a Suzuki GS500.

  • Scooter

    A característica da Scooter é que os pés do piloto ficam apoiados sobre o piso e não nas laterais da moto. Apesar das Scooters de baixas cilindradas (50cc e 100cc) serem as mais populares, hoje há opções com altas cilindradas, acompanhando a tendência de motos potentes e confortáveis ao mesmo tempo.

    Possuem um altíssimo rendimento de combustível, baixa manutenção e têm um compartimento para guardar o capacete (algumas motos possuem espaço para guardar até 2 capacetes). Certamente um modelo para as grandes cidades, pois a velocidade máxima é menor do que as motos Street, Esportivas e modelos mais rústicos.

    • Exemplos de motos Scooter:

      Honda Lead, Dafra Laser, Kasinski Prima e Sundown Future.

  • Trail ou off-road

    Entre 125cc e 250cc, as motos Trail também são utilizadas na cidade. Possuem a suspensão dianteira mais elevada, o que aumenta a altura do piloto em relação ao solo. São fáceis de dirigir e um pouco mais potentes.

    Alguns modelos possuem rodas de motos off-road.

    • Exemplos de motos Trail:

      Traxx Fly 250, Yamaha XTZ 250 Ténéré, Honda XRE 300 e Yamaha XTZ 250 Lander.

  • Esportiva ou Sport

    São motos de altas cilindradas, a partir de 600cc, embora alguns modelos mais novos sejam a partir de 250cc. Possuem carenagem, pneus largos e um baixo centro de gravidade, características ideais para altas velocidades.

    O piloto fica na posição deitada em cima da moto, criando um formato aerodinâmico em conjunto com a carenagem.

    • Exemplos de motos Sport:

      Yamaha YZF-R1, Honda CBR1100XX e CBR1000RR, Kawasaki Ninja ZX-14 e ZX-10R, Ducati 999, Yamaha RD 350 e a Suzuki Hayabusa.

  • Naked

    As motos Naked são uma adaptação das motos Sport. São nuas (naked, em inglês), ou seja, sem carenagem, e o guidão é um pouco mais alto permitindo que o piloto fique quase sentado. São motos de médias a altas cilindradas.

    Apesar de seu alto desempenho nas estradas, a falta de carenagem pode prejudicar o conforto em viagens longas.

    • Exemplos de motos Naked:

      Honda CB600F Hornet, Kasinski Comet 650R, Suzuki B-King, Triumph 1050 e a Yamaha FZ6.

  • Custom e Chopper

    A marca que mais representa a categoria Custom é a Harley-Davidson. Motos grandes, mais baixas, com guidão alto e banco rebaixado. Priorizam o conforto à velocidade, têm vários elementos cromados e muitas vêm com alforges em couro como opção de bagageiro para viagens longas. Há modelos a partir de 250cc até 650cc ou mais.

    As motos Chopper derivam das motos Custom. São motos fabricadas por conta própria, em que os construtores ou mecânicos retiram peças das motos Custom e personalizam algumas partes. A característica das Choppers é o guidão alto e a roda dianteira bastante projetada para frente. Não há modelos definidos comercialmente para a categoria Chopper, pois a ideia é que cada proprietário customize sua moto como preferir.

    • Exemplos de motos Custom:

      Kasinski Mirage650, Harley-Davidson Sportster, Honda Shadow VT600, Sundown VBlade, Suzuki Intruder, Shineray 250 Custom, Traxx Shark e Yamaha Virago.

Entendendo suas necessidades e preferências

Entendendo suas necessidades e preferências

Agora que você já conhece as principais diferenças entre as categorias de carros e motos, recomendamos que escolha as principais (no máximo duas) e prossiga, enfim, para a avaliação dos modelos e marcas de veículos.

Aconselhamos utilizar os seguintes critérios para escolher seu próximo veículo:

  • Tipo e intensidade do uso:

    Quantos quilômetros por dia ou por mês você irá rodar? O veículo será utilizado somente na cidade ou deverá suportar rodovias, estradas de chão e terrenos acidentados?

  • Carga

    O veículo irá transportar pessoas o tempo todo? Qual o tamanho necessário para o porta-malas? Você pretende transportar mercadorias? As dimensões do porta-malas (comprimento, largura e altura) são adequadas para o tipo de mercadorias que você pretende transportar?

  • Necessidade de conforto:

    Você faz questão de um veículo altamente confortável ou aceitaria uma opção mais simples por um preço mais baixo? Qual é o nível de conforto que você deseja para seus passageiros?

  • Preferência por itens de segurança:

    Itens de segurança como freios ABS, faróis de alto desempenho, tipos das rodas e pneus, desembaçadores de vidro, travas elétricas e alarmes afetam diretamente o preço do veículo. Quais são suas prioridades para itens de segurança?

  • Economia:

    O veículo precisa ser econômico no combustível? Precisa ser flex? A gás?

Agora que você já tem uma ideia do tipo de carro ou moto mais adequado às suas necessidades, é hora de preparar seu orçamento para fazer a compra. Para ajudá-lo com as finanças, leia nosso guia Preparação financeira para comprar um veículo.