Reformas dinamizam a venda de um imóvel

    Para aumentar o potencial de venda de um imóvel antigo, nada melhor do que uma reforma. Assim o espaço é atualizado para as necessidades do futuro morador.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Reformas na hora de vender o imóvel

    Na hora de vender um imóvel usado e/ou antigo, um dos problemas mais comuns que as pessoas enfrentam é a concorrência com imóveis novos e sem nenhuma marca de uso. E para resolver essa situação e aumentar o potencial de venda, nada melhor do que uma reforma, afinal assim as fotos do anúncio tornam-se mais atrativas, o espaço é atualizado para as necessidades de hoje em dia e a reforma, certamente, ajudará o futuro comprador a conseguir se enxergar morando nela.

    Hoje falamos de uma competição muito especial realizada na CoContest, um website dedicado ao mundo da arquitetura e design de interiores, nela o proprietário de um apartamento de 100 metros quadrados decidiu vender sua propriedade, mas antes disso, estava disposto a fazer algumas reformas para tornar o imóvel mais atraente para os potenciais clientes e ser capaz de vendê-lo mais facilmente.

    Cadastrando seu imóvel no site, ele recebeu várias propostas e projetos e pôde escolher qual era o melhor para sua reforma. Os profissionais da área, arquitetos e designers de interiores tiveram o desafio de conciliar as várias necessidades do cliente com um orçamento bem limitado.

    Eles tiveram que encontrar soluções inteligentes para uma melhor utilização dos espaços, selecionar móveis baratos, e ao mesmo tempo atender ao gosto do maior número de potenciais compradores possível. Enfim, a competição foi vencida pelo projeto desenhado pela arquiteta grega Maria Bosgana, que encontrou o equilíbrio certo, alterando o esboço do espaço, sem grande trabalho de alvenaria, sendo também capaz de selecionar móveis mais simples e de baixo custo, para atender às expectativas da maioria dos potenciais compradores.

    Além disso, a arquiteta conseguiu com custo quase zero, usar o espaço perdido na distribuição antiga, criando um espaço conjugado com a cozinha para a preparação de alimentos, garantindo assim a sensação de amplitude do ambiente.

    Na classificação em segundo lugar ficou o projeto desenhado pela arquiteta australiana Jennifer Simonelli, caraterizado pela combinação de soluções brilhantes, como por exemplo, a pequena área em frente a sala que antes não era utilizada agora se tornaria o espaço do bar; os móveis eram bem especificos e particulares, mas como foram desenhados de acordo com o gosto pessoal do cliente, dificilmente acertariam o gosto da maioria dos potenciais compradores.

    Outro projeto que merece destaque, também muito interessante, foi criado pelo arquiteto milanês Andrea Ariazzi, que entendeu muito bem o que foi pedido na competição, ele selecionou decorações simples, não excessivamente caras e deu lugar a uma imagem nova e moderna ao apartamento, sem recorrer a intervenções estruturais ou gastos excessivos.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de imóveis à venda.