Posso reformar meu imóvel alugado?

    É difícil alugar um imóvel perfeito, especialmente em se tratando da pintura decoração. E é aí que surge a dúvida: posso reformar meu imóvel alugado?

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Reformar imóvel alugado

    É bem improvável que você consiga encontrar um imóvel para alugar que atenda absolutamente todas as suas exigências, especialmente em se tratando de decoração. É aí que surge a dúvida: posso reformar o meu imóvel alugado?

    A resposta é: pode sim, mas com cautela, afinal todo imóvel alugado deve ser entregue no mesmo estado de conservação de quando você entrou nele. Mas isso não te impede de realizar pequenas mudanças que possam ser desfeitas quando você for se mudar ou, até mesmo, que possam ser mantidas – desde que com a autorização do proprietário.

    O grande problema mesmo são as reformas maiores, que dão trabalho e costumam trazer dor de cabeça. Porém existem vantagens. Alugar um imóvel que exija reformas pode ser um bom negócio, afinal, com um aluguel negociado por R$500 a menos, uma reforma de R$1,5 mil torna-se válida em apenas três meses.

    E foi pensando nessas dúvidas que nós, do Portal Chaves na Mão, preparamos algumas dicas que vão te ajudar na hora de decidir ou não pela reforma do seu imóvel alugado.

    Antes de assinar o contrato de aluguel

    – Verifique se há alguma reforma estrutural a ser realizada no local e cobre-a do proprietário do imóvel.

    – As imobiliárias costumam realizar uma vistoria no imóvel antes de aluga-lo. Ela resulta em um documento que integra o contrato de aluguel, com a descrição do imóvel e seus defeitos.

    – Após ocupar o local, o inquilino tem dez dias para apontar eventuais problemas.

    – Caso o inquilino queira realizar alguma melhoria no imóvel, como troca de piso ou instalação de ar-condicionado, o ideal é combiná-la antes da assinatura do contrato de locação. Tudo deve ser descrito no documento.

    – O inquilino deve colocar os números no papel e avaliar se despesas com as melhorias valem a pena em relação ao período que vai ocupar o imóvel.

    Durante o aluguel

    – Em caso de problemas no imóvel, como hidráulicos ou elétricos, deve ser avaliado se eles resultam de mau uso ou falha estrutural. O responsável terá então de arcar com os custos.

    – Antes de realizar uma melhoria (troca de piso, por exemplo), a primeira coisa que o inquilino deve fazer é comunicar o dono e documentar o combinado. Um e-mail já é o suficiente.

    – O inquilino deve tentar um acordo com o proprietário, que pode optar por financiar as melhorias ou não. É comum o locador permitir o abatimento do valor investido nas parcelas do aluguel.

    – Algumas obras precisam, obrigatoriamente, de autorização do síndico ou da administradora do condomínio. Elas costumam ser solicitadas pelo proprietário do imóvel.

    – Em casos de mudanças mais radicais, o sindico pode ter de consultar um engenheiro. Caso a obra seja permitida, o profissional deve emitir uma Declaração de Regularidade.

    O que diz a Lei do Inquilinato

    O proprietário tem a obrigação de locar o imóvel em condições de habitabilidade. O inquilino, por sua vez, deve devolver o imóvel em igual estado que encontrou, a não ser que as alterações tenham sido autorizadas pelo proprietário.

    As obras de melhoria estabelecidas pelo condomínio na parte externa do apartamento são de responsabilidade do proprietário do imóvel.

    Em caso de dúvidas ou divergências entre as partes, o melhor a fazer é procurar a assessoria de uma imobiliária e, em ultimo caso, um advogado especializado.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de imóveis para alugar.