Dedique-se à redução do consumo de água em sua casa!

    Já passou da hora de revermos nossos hábitos e nos dedicarmos à redução do consumo de água em nossas casas. Confira algumas dicas que te ajudarão a começar.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Nas últimas semanas o apelo pela redução do consumo de água tem sido claro, graças aos dias de calor intenso e pouca chuva, o que é mais um sinal claro de que o planeta está “gritando por socorro”.

    A água é, e sempre foi, um recurso limitado e indispensável, por tanto devemos aproveitar o momento de crise para rever nossos hábitos de consumo e muda-los de uma vez por todas, não apenas temporariamente como é de costume.

    Pensando nisso, nós do Portal Chaves na Mão separamos algumas dicas de ações simples que podem te ajudar na hora de reduzir o desperdício de água dentro de casa, desenvolvendo um consumo consciente e adotando hábitos sustentáveis.

    Confira:

    Redução do consumo de água no banheiro

    Tome banhos rápidos. Um banho de ducha por 15 minutos consome 135 litros de água. Se fecharmos o registro na hora de ensaboar o corpo e reduzimos a duração da ducha para cinco minutos, o consumo cai para 45 litros, ou seja, uma pequena alteração economiza quase 70% da água despendida.

    • Em dias frios é comum as pessoas deixarem a água do chuveiro correr por alguns segundos (ou até minutos) até que esquente o suficiente. Para não desperdiçar essa água boa e limpa, colete-a em um balde e use-a, posteriormente, na limpeza da casa, para regar as plantas ou até mesmo para dar descarga.

    Feche a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba. Uma torneira aberta pode consumir, por minuto, até 2,4 litros. Outra dica para economizar é encher a pia com alguns centímetros de água para lavar o barbeador – ou usar um potinho ou bowl para retirar a espuma do aparelho – em vez de fazê-lo em água corrente.

    Não use o vaso sanitário como lixeira ou cinzeiro.

    Regule as válvulas de descarga e, na hora de escolher um vaso sanitário para o seu banheiro, opte pelos modelos com caixa acoplada. Esses produtos gastam cerca de seis litros por descarga, enquanto os equipados com válvulas de parede liberam até 20 litros a cada disparo. Outra alternativa é adaptar a válvula de descarga convencional já existente para a versão com dois botões de acionamento (um para a evacuação de líquidos e outro para a descarga de sólidos). Esse tipo de produto, conhecido como “dual flush“, permite uma economia de cerca de 30% em relação aos modelos mais antigos e convencionais.

    • Equipe suas torneiras com arejadores: esses dispositivos (que parecem uma peneirinha) custam em média R$ 5 e, ao serem instalados no bico da torneira, ajudam a reduzir o consumo de água ao proporcionar a sensação de fluxo mais intenso. Segundo cálculos do Instituto Akatu, se 12 apartamentos de um prédio aderissem ao uso do arejador na torneira da cozinha, em um ano seria possível economizar água suficiente para encher uma piscina olímpica.

    Redução do consumo de água na cozinha

    • Limpe bem os pratos e panelas e jogue os restos de comida no lixo.

    Deixe a louça de molho na água com detergente para facilitar a lavagem posterior.

    Feche a torneira enquanto ensaboa e volte a abri-la apenas para enxaguar. Lavar a louça com a torneira semiaberta por 15 minutos consome cerca de 117 litros de água, segundo a Sabesp.

    • Ligue a máquina de lavar louça apenas quando ela já estiver cheia, e em raras ocasiões. Uma lava-louças com capacidade para lavar a louça utilizada por oito pessoas em uma refeição gasta cerca de 20 litros de água em um ciclo de lavagem.

    Tente reduzir a quantidade de louça suja gerada. Sabia que ao utilizar um copo para beber água são necessários, no mínimo, outros dois copos de água para lavá-lo. Portanto, quando possível, utilize garrafinhas ou reutilize o mesmo copo durante o dia.

    Não use água corrente para descongelar alimentos. A recomendação se dá tanto pela economia de água, quanto pela segurança alimentar, pois o ideal é descongelar os alimentos gradualmente na geladeira.

    Redução do consumo de água na lavanderia

    Utilize a lavadora de roupa só quando ela estiver cheia e ligue no máximo três vezes por semana.

    Reaproveite a água da chuva ou da máquina para lavar o chão da cozinha, área de serviço e quinta.

    • Se você planeja comprar uma lavadora de roupas, dê preferência aos modelos com abertura frontal. Segundo a Sabesp, esses eletrodomésticos economizam 50% de água em relação aos equipamentos com abertura convencional.

    • Ainda com relação às máquinas de lavar, planeje a lavagem para aproveitar a carga máxima do aparelho. Tome cuidado com o excesso de sabão para evitar enxágues desnecessários. Também procure distribuir a roupa de modo homogêneo dentro da máquina para um melhor desempenho. Lavar a roupa numa lavadora com capacidade para cinco quilos de roupas gasta cerca de 135 litros de água, portanto, seja consciente e, quando possível, reutilize o volume dos enxágues para outros serviços.

    • Na hora de lavar as roupas à mão, aproveite a água do molho para esfregar as peças. Só abra a torneira no momento do enxágue. E, mais uma vez, lembre-se que a água do tanque ou da máquina de lavar pode ser reaproveitada para a limpeza do quintal ou da calçada.

    Redução do consumo de água nas áreas externas

    Varra as calçadas para retirar o lixo e usa balde em vez de mangueiras. Caso a lavagem seja necessária, prefira a dupla vassoura e balde (idealmente, com água reutilizada da máquina de lavar roupas). Em hipótese nenhuma varra a calçada com o esguicho da mangueira: dependendo do fluxo, em apenas15 minutos de mangueira ligada, o consumo atinge 279 litros.

    • Molhe as plantas com regador quando o Sol estiver mais fraco. Os ideais são os modelos com diversos furos no bico (como um chuveirinho). Isso reduz o consumo e distribui melhor a água. Durante o verão ou em dias mais quentes, irrigue as plantas no início da manhã ou à noite, quando a temperatura é mais amena. Esse cuidado ajuda a reduzir a perda por evaporação e preserva a saúde dos vegetais.

    • Se o uso da mangueira for realmente necessário, por exemplo, para a rega de gramados muito extensos, opte pelo modelo de esguicho-revólver. Em dez minutos, esse tipo de mangueira usa cerca de 96 litros de água, contra os 186 litros dispensados pelos modelos convencionais.

    Lave o carro utilizando baldes e panos, e só se for realmente necessário. Quem usa o balde gasta, em média, 80 litros na lavagem de um carro pequeno, enquanto quem opta pela mangueira gasta, no mínimo, 320 litros.

    Prefira jardins a áreas cimentadas, favorecendo a infiltração da água no solo.

    • Se você possui piscina em casa, para evitar perdas com a evaporação, cuide em mantê-la sempre coberta quando não estiver sendo utilizada. É possível perder cerca de 189 litros de água por dia em um tanque descoberto com cerca de 46 m². Também desligue as fontes e quedas de água da sua piscina quando não estiverem em uso: o desperdício é maior quando a água está em movimento.

    • Os transbordamentos são os grandes responsáveis pelo desperdício de água das piscinas. Para evitar isso, ao encher o tanque, não exceda o nível recomendado pela empresa fabricante. O aconselhado é manter a linha d’água 10 a 15 cm abaixo do nível das margens. Isto evitará que a água se espalhe desnecessariamente.

    • Se você mora em casa, com uma área a céu aberto, tente coletar a água da chuva para regar as plantas. Para isso, distribua alguns baldes pelo quintal ou, melhor, sob as calhas. Mas assim que parar de chover, transfira o líquido para recipientes fechados para evitar a proliferação do mosquito da dengue.

    • Caso você possua aquário em casa, sempre que for limpá-lo, aproveite a água a ser trocada, que é enriquecida com nitrogênio e fósforo, para regar as plantas. Assim, além de reduzir o consumo de água, você economiza na compra de fertilizantes.

    Manutenção

    Elimine vazamentos.

    Troque ou conserte torneiras pingando. O gotejamento parece inofensivo, mas o desperdício chega a 46 litros de água por dia.

    Faça o teste do relógio de água: se os ponteiros continuarem rodando sem consumo, é sinal de vazamento.

    Confira em nosso site as melhores ofertas de imóveis à venda.