Decoração Wabi Sabi: 5 dicas para aplicar o estilo na sua casa

    Wabi Sabi, enquanto conceito, vem de uma linha de pensamento Zen Budista que nos convida a aceitar a imperfeição das coisas, enxergando a beleza existente.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão7 meses atrás

    A cada dia, os cenários metropolitanos avançam rumo a uma realidade cinza e futurista. Em um grande centro urbano, isso é testemunhado no amontoado de prédios.

    Além disso, toda paisagem caótica de civilização é encerrada pela assinatura sonora de carros, motos e demais veículos, todos batalhando por seus espaços em meio à poluição. Dada a circunstância, torna-se precioso discutirmos o Wabi Sabi!

    Portanto, hoje abordaremos esse vetor do pensamento japonês, que nos ensina a abraçar a simplicidade das coisas, permitindo expor as marcas do uso e da presença que todos deixamos em nossas casas. Então, fique confortável na sua poltrona e mergulhe nesta leitura!

    O que é Wabi Sabi?

    Primeiro, te antecipamos que esse termo nipônico não conta com uma tradução literal ao nosso idioma. Em realidade, trata-se de uma expressão exclusiva ao Japão.

    Wabi Sabi, enquanto conceito, vem de uma linha de pensamento Zen Budista que nos convida a aceitar a imperfeição das coisas, enxergando a beleza existente nela.

    Portanto, logo de início, temos a oportunidade de contemplar o encanto de uma filosofia que se choca, violentamente, com tudo que valorizamos na sociedade ocidental, vide a relevância que atribuímos às coisas imaculadamente perfeitas, filtradas, milimétricas e afins.

    Então, talvez você tenha percebido que Wabi Sabi é um conceito que rompe com o nosso habitual consumismo. Afinal de contas, trata-se de uma filosofia que, aplicada tanto como estilo de vida, quanto como decoração, resultará em um cotidiano menos materialista.

    Adotar a imperfeição do Wabi Sabi acaba alterando o significado e importância que damos aos nossos objetos de convívio diário, pois, segundo o conceito oriental, a autenticidade das coisas está no valor emocional que elas promovem.

    Entenda que a filosofia não prega que você vá a uma loja de antiguidades e, em um ato igualmente consumista, gaste 10 mil reais em mobílias utilizadas por príncipes holandeses durante uma breve passagem no solo brasileiro, não!

    Não se trata da idade das coisas, mas do real valor de originalidade delas, algo muito além dos preços etiquetados em qualquer item.

    Para além disso, o Wabi Sabi é um singelo chamado à realidade, nos convidando a olhar para as rusgas de uma poltrona como uma evidência de que você foi confortado naquele lugar, em vez de interpretar que essa é uma peça que merece ser trocada por um mero detalhe que não influencia em seu propósito.

    Em tempo, vale perceber que esse mesmo conceito nos dá um pequeno vislumbre sobre a maneira como os orientais enxergam questões tabus para nós, ocidentais. Enxergar, aceitar e amar as imperfeições da própria casa são uma analogia sensata ao modo como eles enxergam a própria vida e questões inevitáveis, como a velhice e a morte.

    Como implementar?

    E aí, acha que o Wabi Sabi se encaixa como uma luva no seu desejo por minimalismo? De fato, a filosofia japonesa é encantadora em inúmeros aspectos, principalmente quando ela nos impacta ao banhar com luz toda essa fome insaciável por mais e mais.

    Portanto, se nós instigamos você a abraçar esse estilo, confira agora as cinco maneiras de implementá-lo no seu lar!

    1. Elementos naturais

    Materiais que remetam à natureza são sempre uma boa maneira de encarar o simples. Portanto, toda madeirapedra e planta tem seu destaque especial em um imóvel adepto dessa filosofia.

    Materiais oriundos de elementos naturais não precisam de muito para roubar nossa atenção, pois constantemente encontramos conforto apenas ao olhar os detalhes em sua simplicidade.

    2. Imperfeições evidentes

    Sofás e poltronas com rasgos, tapetes um tanto desfiados, pregos à mostra, paredes nuas. Você pode até duvidar que isso renda bons resultados, mas lembre-se de que o próprio estilo industrial representa uma vertente do Wabi Sabi.

    No entanto, enquanto o estilo industrial convida a enxergar as artérias do seu imóvel contemporâneo, o Wabi Sabi propõe a aceitar aquilo que já tem. A uma certa maneira, o estilo industrial forja uma rusticidade alcançada despretensiosamente pelo Wabi Sabi.

    3. Mobiliários rústicos

    Quer dizer que você acabou de assumir o seu imóvel, e ainda não possui itens entrelaçados com a sua história? Não há problemas, vá às compras! Afinal de contas, o conceito não implica em adotar uma posição diametralmente oposta ao consumo, mas se desintoxicar dele, aos poucos.

    A adoção de um estilo de vida simples ainda passa pela necessidade fundamental de consumir, algo perfeitamente natural em nosso cotidiano e sociedade. No entanto, lembre-se de que os objetos não precisam ser refinados, espetaculares ou fantasiosos. Basta que eles sejam agradáveis a você, duráveis enquanto mobília, funcionais enquanto objetos e simples enquanto decoração.

    4. Iluminação natural

    Geralmente, estilos de vida minimalistas costumam flertar com soluções sustentáveis. Afinal de contas, existe uma harmonia gentil entre a retração do consumo e o respeito ambiental. Portanto, dê uma atenção especial à luminosidade dos ambientes, priorizando soluções para obter e refratar a luz do dia.

    5. Sua personalidade

    Por fim, dê a cara que você quer ao seu ambiente! Afinal de contas, não existe uma cartilha com requisitos basilares, que certificarão o Wabi Sabi da sua casa.

    Em realidade, você precisa encontrar os itens que te deixam à vontade dentro do seu ambiente, garantindo que a sua casa torne-se um ninho emocionalmente seguro, calmo, propício ao repouso, ao riso e à tranquilidade.

    Sobretudo, encorajamos que você encontre o estilo que te realiza. Afinal, o mundo não foi preenchido com inúmeras filosofias culturais para que todas as pessoas no planeta sigam apenas uma!

    De fato, este conteúdo é dedicado ao Wabi Sabi, mas absolutamente ninguém deve impedi-lo de encontrar a realização pessoal, na maneira como você julga adequado. Tratando-se da sua casa, permita que a sua imaginação navegue rumo à resposta do ninho perfeito.

    Quer integrar-se na vivacidade cinza dos dias atuais? Vá de industrial! Quer mergulhar cotidianamente na nostalgia das suas viagens? Confira o estilo exótico. Quer um ambiente que seja confortavelmente simples, aconchegante e trivial? Adote o conceito do Wabi Sabi.

    Conte pra gente: você gostou deste post esmiuçando os detalhes do estilo Wabi Sabi? Então aproveite a visita em nosso blog e leia o conteúdo “Decorar o seu apartamento: 7 dicas para decorar e ser funcional”, para aumentar a comodidade dos seus ambientes!