Aplicação do gesso gera economia, rapidez e praticidade na obra

    A elegância e o conforto do gesso são notados tanto em ambientes residenciais, quanto comerciais e corporativos, em diversos formatos. Conheça aqui no blog.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão5 anos atrás

    Aplicação do gesso

    Os resgates históricos chegam ao uso do gesso na Síria e na Turquia, no ano de 8 mil antes de Cristo.

    O mineral se tornou conhecido no mesmo período da cal e da terracota, mas, com um toque sofisticado, está até hoje presente nos projetos arquitetônicos.

    De lá para cá, sofreu processos químicos e industriais responsáveis pelo melhoramento da aplicação e da conservação.

    Tão atual, incrementa com sofisticação os ambientes ou é aplicado na regularização de imperfeições da construção bruta.

    A grande coqueluche é o casamento do gesso com projetos luminotécnicos.

    As possibilidades são inúmeras e permitem aos profissionais as criações mais inusitadas.

    A versatilidade de manuseio tem feito com que o material deixe de ser aplicado em detalhes, para ganhar o papel de protagonista nas decorações.

    De quebra, leva vantagens como o condicionamento e isolamento térmico e acústico, além da resistência ao fogo.

    A elegância e o conforto do gesso são notados tanto em ambientes residenciais, quanto comerciais e corporativos, nos formatos de colunas, rodapés, molduras, sancas, barrados e no rebaixamento de teto e no acabamento de paredes.

    A aplicação pode ser direta na parede de tijolos, dando adeus às etapas como chapisco, reboco, massas fina e corrida. Janelas e portas ganham destaque com acabamentos em gesso.

    A pintura também fica facilitada. Por possuir granulometria mais fina, o gesso é melhor aplicável podendo extinguir o uso de massa PVA.

    Sem falar que, naturalmente, é quase sempre branco, ou tem tons claros, que facilita a uniformização mais rápida.

    Rapidez e praticidade

    A aplicação do gesso ocorre em uma única etapa. Julia Spengler, empresária do ramo, explica que a diminuição de perdas é significativa se comparada ao uso do reboco, que requer muitos insumos.

    Ao utilizar o gesso, haverá redução destas perdas, já que a utilização é feita em porções menores, por causa do tempo de secagem, o que obriga o profissional a ficar antenado na quantidade de material para cada aplicação”.

    Outro detalhe citado por ela é a organização na obra, pois diminuirá a necessidade de espaços para guardar materiais. O tempo gasto também é menor.

    Os investimentos também são reduzidos. O pacote de gesso tem um valor menor que o do cimento, podendo ser três vezes mais barato. Isso, sem contabilizar demais custos, como outros insumos de acaba- mento para o reboco”, diz Julia.

    O Drywall

    Conhecido como placa de gesso ou acartonado, o Drywall tem transformado muitos ambientes.

    Combinadas com estruturas galvanizadas, as modulações se tornam mais resistentes.

    Durante a construção dos ambientes, ou posteriormente, em uma reforma, o produto é bastante eficiente para criação de paredes divisórias, painéis, forros, rebaixamento de teto e até móveis.

    Ecologicamente correto, a única contraindicação é para locais excessivamente úmidos e sem ventilação.

    É preciso, também, cuidado com a sustentação de objetos muito pesados, como livros muito volumosos em nichos e grandes lustres no teto.

    Gesso em casa

    Há algumas dicas para a utilização de gesso que podem deixar os ambientes ainda mais bonitos.

    1. Molduras de gesso mais retas em tamanhos médios combinam muito com ambientes pequenos, conferindo-lhes um aspecto de amplitude.

    2. Os projetos com molduras mais largas deixam espaços maiores com mais aconchego.

    3. Quando o pé direito é baixo, o interessante é manter molduras de gesso para iluminação indireta.

    4. Nos vãos, embaixo das escadas, as paredes de gesso com nichos decorativos podem ser uma solução para o uso daqueles espaços.

    5. A impermeabilização dos locais onde será aplicado o gesso é bastante importante, pois evita o surgimento posterior de manchas causadas pela umidade.

    6. As placas Drywall são mais práticas para paredes que não são base da estrutura construtiva. A facilidade de modulação também é maior.

    Gostou do artigo? Continue com a gente e confira nosso blog de decoração.