Plantas de casa: utilização de vasos na decoração de interiores [dicas de espécies para ambientes de varanda]

    Na hora de desenhar plantas de casa, os designers já podem prever a personalização da decoração dos ambientes utilizando plantas. Saiba+.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão7 meses atrás

    Ao desenhar as primeiras plantas das casas, os projetistas já precisam lidar com várias questões importantes. Por exemplo, pensar na distribuição dos principais equipamentos e móveis na planta já deve ajudar a entender como muitos dos sistemas ao redor devem ser.

    Isso inclui ambientes como o jardim, varandas e sacadas, por exemplo. 

    Além disso, a paginação de revestimentos e outros detalhes importantes dos ambientes. Por fim, a qualidade visual final destes espaços trabalhados.

    Cada ambiente da casa deve receber uma função. Sua ligação com outros espaços desenhados em planta baixa é que vai determinar isso. 

    E, em consequência, são permitidas certas personalizações dos cenários – claro que desde que não comprometam justamente o andar das atividades nestes ambientes. E um bom caminho para enriquecer os cômodos decorados é através da utilização de espécies naturais. Veja a seguir.

    Cilene Monteiro Lupi

    Por que investir em plantas na decoração de interiores?

    Você pode já ter ouvido falar de uma forte tendência em decoração de interiores que é o “urban jungle”. Bem a ideia é mesmo transformar as decorações através da máxima utilização de vasos com espécies vivas. Isto, em tese, ajudaria as pessoas de muitos modos diferentes. Primeiro, melhorando a sua saúde, mas também a de sua casa, deixando os cômodos com energias mais elevadas e o ar renovado.

    As plantas podem emitir cheiros que acalmam as pessoas; também podem ajustar os índices de umidade de dentro de casa; e funcionar como barreira solar e de ruídos. 

    E as plantas, por fim, contribuem com sua beleza para o visual dos ambientes – deste à área externa à interna dos imóveis. Inclusive, elas podem envolver completamente as arquiteturas, por jardins verticais e coberturas verdes.

    Tatiana Caçapietra e Conrado PaisagismoCristina Rocha Andrade e Revista Viva Decora

    Em quais áreas da casa vale a pena ter vasos de plantas?

    Como ficou subentendido no tópico anterior, ter mais a presença da natureza dentro de casa é uma bênção; representa mais qualidade de vida para os moradores. E não importa muito o tamanho de área livre disponível, sempre é possível criar um jardim dentro de casa. 

    Aliás, muitos ambientes dentro dos imóveis podem receber plantas – salas, quartos, banheiros, cozinhas e mais. Agora, nada se compara às varandas.

    INÁ Arquitetura

    Certamente é nas sacadas, terraços e varandas das casas que as plantas têm mais chances de se desenvolver melhor – dependendo das condições ambientais, claro. 

    Mas isto deve ser analisado em planta baixa juntamente com as distribuições dos equipamentos no ambiente, conforme a função que este espaço recebe. Afinal, os vasos não podem atrapalhar a circulação de pessoas.

    Em varandas gourmet, pode ser uma boa pedida os vasos pendentes. Varandas utilizadas como escritórios também podem ter plantas, mas não em excesso; melhor que os vasos fiquem em prateleiras ou também pendentes. 

    Já as varandas destinadas totalmente para descanso, relaxamento e contemplação da paisagem mais que pedem a inserção de natureza na sua decoração – neste caso, casa bem a ideia do tal “urban jungle”.

    Pascali Semerdjian ArquitetosAmis Arquitetura & Design

    Quais são as espécies de plantas mais indicadas para decoração de varanda?

    Deve-se ter uma atenção redobrada na hora de escolher as espécies naturais para serem utilizadas na decoração de varandas.

    Muita coisa pode ser determinante para que elas possam sobreviver e perdurar bonitas e saudáveis pelo máximo de tempo possível. 

    Isto inclui a ação dos ventos, a umidade local, e, sobretudo, a incidência dos raios solares. Um estudo completo será fundamental para o desenvolvimento do projeto e desenho de planta baixa.

    Terraços abertos em andares mais altos, por exemplo, podem ser bons espaços para a colocação de vasos com árvores frutíferas, como romã. Também se pode pensar em fazer uma pequena horta no local. 

    No mais, principalmente pensando em varandas e sacadas, a regra é o seguinte: plantas de folhas menores e claras para o sol; com folhas grandes e verdes, para meia sombra ou sombra total.

    Antônio Ferreira Junior e Mário Celso Bernardes 3K Arquitetura e Interiores e Adriana Fontana

    Vamos pensar mais sobre esta classificação de plantas. Varandas bem ensolaradas podem pegar mais vento, nesta situação uma indicação é usar nos vasos fícus, clusia e buxos. 

    Já as varandas fechadas com vidro funcionam como uma estufa e podem receber filodendros, suculentas, chamaedoreas e árvore da fortuna. São outras boas opções para áreas ensolaradas as palmeiras, o jasmim e a moreia.

    Agora, a realidade da maioria dos espaços de varandas é de sombra ou meia sombra, com cultivo de plantas em jardineiras e pequenos vasos. 

    Para áreas de maior sombra são indicadas algumas espécies de palmeiras, além das bromélias, asplênios, samambaias e costela de adão – nada com floração. Já para meia sombra, lança e espada de são Jorge, pata-de-elefante, pau d’água, asplênio e pândano.

    Revista Viva Decora e Juliana Conforto Patricia Covolo

    Agora é sua vez, comece a usar mais plantas em sua decoração e tenha uma casa mais verde!

    Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.