Saiba quais são os tipos de portas mais elegantes e sofisticadas

    Um fato: as portas dificilmente passam despercebidas em um projeto de arquitetura. Em realidade, são componentes protagonistas na decoração do imóvel.

    Chaves na MãoPor : Chaves na Mão1 ano atrás

    Um fato: as portas dificilmente passam despercebidas em um projeto de arquitetura. Em realidade, são componentes protagonistas na decoração do imóvel, principalmente ao harmonizarem com o restante do projeto, garantindo coerência e estilo ao ambiente. Mas, afinal de contas, durante o esboço do seu imóvel, como escolher a opção ideal em meio à infinidade de tipos de portas?

    Bem, foi considerando esse dilema que elaboramos este post. Sobretudo, entendemos que as portas são muito mais do que meros portais de acesso. Portanto, hoje você terá a oportunidade de descobrir os principais materiais e tipos de porta no mercado, conferindo cada uma de suas singularidades e garantindo que você alcance a sofisticação desejada. Acompanhe!

    Os critérios na seleção das portas adequadas

    Bacana! Agora que você reconhece a relevância das portas para o refinamento do seu projeto, chega o momento de identificar as melhores alternativas no mercado decorativo. Antes, porém, é importante que você identifique o propósito e circunstância no qual você instalará a porta, de acordo com os seguintes critérios:

    1. Região geográfica

    A localização do seu imóvel — cidade, praia ou sítio — pode ser determinante na escolha, em função dos materiais, que podem ser mais ou menos resistentes, a depender da circunstância local.

    2. Clima predominante

    Sim, a temperatura regional também interfere na escolha, pois, tratando-se de portas de acesso ao imóvel, a depender do clima, elas enfrentarão insolação, chuvas e rajadas de vento constantes.

    3. Ambiente do imóvel e seu propósito

    As portas dos cômodos já têm critérios mais destinados a estilo e funcionalidade, pois, geralmente, precisam garantir conforto acústico e térmico.

    Os principais tipos de portas no mercado

    Pois bem, agora você mesclará os critérios de escolha às diferentes alternativas, melhorando a sua tomada de decisão no momento do projeto.

    Confira, abaixo, os principais tipos de porta disponibilizados no mercado nacional, assim como suas peculiaridades!

    1. De abrir

    Trata-se do design mais convencional e popular. Mas não se permita pensar que isso é negativo! Afinal de contas, portas de abrir são o sucesso que são pela sua funcionalidade extrema, garantindo exatamente aquilo para que uma porta é projetada: permitir o acesso.

    Elas caem bem em todo tipo de ambiente e situação, por serem encontradas com infinitas variações de desenho, cor, material e afins. Pontos altos:

    • impedem ruídos, devido à presença de contrafecho;
    • são itens coringas, tendo uma enorme gama de estilos e propósitos.

    2. De correr

    Esse tipo de porta tem ganho de espaço com os empreendimentos prediais, principalmente ao conectar áreas internas a externas, em um apartamento, como uma sala que dá acesso à sacada. A sua composição mais convencional inclui uma moldura de aço ou alumínio, colorida ou não, envolvendo uma grande região envidraçada. Os pontos altos dessa alternativa são:

    • bom controle de luminosidade;
    • otimização do espaço útil no projeto;
    • praticidade na abertura e fechamento.

    3. Pivotantes

    Esse estilo tem conquistado espaço no imaginário e mobiliário brasileiro. Essencialmente, é indicado para os projetos que desejam enaltecer a sofisticação do ambiente.

    Essas portas são características por descartarem dobradiças em sua construção, valendo-se de um sistema que permite sua mobilidade em torno do próprio eixo. Além disso, as pivotantes são bem grandes, sempre conferindo um ar majestoso ao ambiente. O ponto alto dessa alternativa é a garantia máxima de sofisticação ao ambiente.

    4. Sociais

    Já essa categoria representa uma variação de algum dos modelos anteriores, combinando características funcionais e de estilo.

    Essas portas recebem esse nome pois são ideais para ambientes com grande circulação, sendo, portanto, uma opção de fácil abertura, pouco peso e boa incidência de luz.

    Sobretudo, são indicadas na transição entre ambientes internos e externos. Seu ponto alto é a boa abertura, garantindo o trânsito de mais de uma pessoa por vez, sendo ideais para imóveis mais recreativos, como casas no campo, na praia, entre outros.

    Os materiais mais sofisticados

    Agora trataremos de outro ponto importantíssimo na escolha da porta ideal: os materiais. A escolha do material envolve o pensamento da funcionalidade e privacidade, ressaltando a importância dos critérios anteriormente descritos: região, clima, cômodo e propósito.

    Sem demoras, confira os principais materiais e para quais situações são indicados!

    1. Madeira

    Mais uma vez, a alternativa mais popular é, também, a mais funcional. Podem ser encontradas em uma infinidade de estilos e graus de nobreza, desde madeiras de demolição até nobres jacarandás. Pela variedade de estilos e preço, não se pode determinar que são unânimes em elegância.

    Confira sua aplicabilidade, de acordo com os critérios:

    • região: encaram todo tipo de localização geográfica;
    • clima: a depender de sua densidade, têm excelente capacidade de isolamento térmico;
    • cômodo: novamente a depender da densidade, conseguem blindar todos os ruídos, além de serem excelentes em ambientes que demandam privacidade, como quartos e banheiros;
    • vulnerabilidade: consumo por cupins e deformação por umidade excessiva.

    2. Vidro

    As portas em vidro são populares nos modelos de correr, também existindo nos tipos pivotantes. Não são tão variadas esteticamente quanto as de madeira, haja vista que a característica-chave do vidro é sua translucidez.

    Confira a aplicabilidade:

    • região: encaram todo tipo de geografia, garantindo excelente acesso de luminosidade;
    • clima: não têm boa capacidade de isolar termicamente, não sendo recomendadas a ambientes demasiadamente frios;
    • cômodo: não são recomendadas aos ambientes que exigem privacidade, devido à transparência;
    • vulnerabilidade: em modelos não blindados, são extremamente frágeis ao impacto.

    3. Ferro

    O ferro vem ganhando espaço no mercado nacional, principalmente ao conferir certa sofisticação aliada a um preço reduzido, quando comparada aos modelos em alumínio. O estilo industrial trouxe as portas de ferro à tona na decoração brasileira. Veja sua adequação:

    • região: não devem ser utilizadas em regiões com altíssima umidade ou fenômenos oxidantes, como a maresia dos litorais;
    • clima: não têm boa capacidade de isolar termicamente, não sendo recomendadas a ambientes demasiadamente frios;
    • cômodo: excelentes em ambientes que demandam privacidade, como os quartos, contudo, devem ser aplicadas apenas aos ambientes internos, poupando-as de contatos diretos com a água;
    • vulnerabilidade: enferrujam por umidade excessiva.

    Bastante coisa, não é mesmo? Como você pôde conferir, não basta apenas escolher um modelo e descartar suas características, sendo fundamental utilizar os critérios apresentados neste conteúdo.

    Apenas dessa maneira você conquistará um visual arrebatador para a sua casa, com a garantia de durabilidade e funcionalidade no item instalado.

    Você curtiu este post elencando os mais variados tipos de portas? Tem colegas que gostariam de se inteirar sobre esse assunto? Então, não perca a oportunidade de ajudá-los com este conteúdo! Para tanto, basta compartilhá-lo nas suas redes sociais.